Clipping

Voltar

Descoberto micróbio determinante para o tratamento de doenças como o cancro

27 de Outubro 2009
O micróbio Rubrobacter radiotolerans (RSPS4), declarado já pelacomunidade científica como o micróbio mais resistente do mundo aradiações, está a ser estudado por uma equipa de investigadores daFaculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC),do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) e do InstitutoPasteur (Miroslav Radman).

O micróbio, descoberto por cientistas de Coimbra, na zona termal de SãoPedro do Sul, distrito de Viseu, é capaz de resistir aos mais elevadosníveis de radiação e desidratação prolongada. Em 1996 um cientistainglês solicitou ao Laboratório de Microbiologia da FCTUC, coordenadopelo Professor Milton Costa, que identificasse um estranho micróbioencontrado num riacho poluído, nas proximidades de uma fábrica decarpetes, em Inglaterra.

Os cientistas portugueses, surpreendidos com as invulgarescaracterísticas manifestadas pelo micróbio, decidiram pesquisar novasbactérias com as mesmas características e, assim, chegaram aoRubrobacter radiotolerans. Segundo o coordenador do estudo, MiltonCosta, o nível de resistência desta bactéria é «milhares de vezessuperior à de um humano».

A extraordinária tolerância do micróbio pode ser determinante para odesenvolvimento de novas abordagens para o tratamento de váriasdoenças, como o cancro, e na prevenção do envelhecimento. Ao nível doenvelhecimento, será possível «desenvolver novas fórmulas antioxidantespara protecção contra a acção nefasta dos radicais livres».
Por Jornal Digital a 15 de Novembro 2015

Voltar
Apoios & Parcerias