Clipping

Voltar

O concelho de Alcácer do Sal recebe uma unidade móvel da Liga Portuguesa Contra o Cancro

07 de Abril 2010
O concelho de Alcácer do Sal recebe, a partir do próximo dia 13 de Abril e até 22 de Maio, uma unidade móvel da Liga Portuguesa Contra o Cancro, destinada a proceder ao rastreio do cancro da mama nas mulheres com idades entre os 45 e os 69 anos.

Pela primeira vez, a unidade não se limitará à cidade de Alcácer do Sal, deslocando-se também às freguesias do Torrão e da Comporta. Em 2008 foram rastreadas 922 utentes de 2314 convidadas (cerca de 40 por cento de taxa de comparência). Esta avaliação resultou na detecção de 15 casos de cancro da mama.
Este ano, o objectivo é chegar aos 70 por cento de comparência ao rastreio, sendo convocadas 80 senhoras por dia, num total de 2350 utentes. O rastreio no Concelho de Alcácer do Sal decorrerá, salvo alguma contrariedade, de terça a sexta-feira entre as 9h00 e as 13h00 e entre as 14h00 e as 17h30 e ao sábado entre as 9h00 e as 13h00 nos seguintes locais:
• Junto ao Centro de Saúde de Alcácer do Sal entre 13 de Abril e 10 de Maio de 2010;
• Junto ao Jardim de São Francisco em Torrão entre 11 e 15 de Maio de 2010;
• Junto à Junta de Freguesia de Comporta entre 18 e 22 de Maio de 2010

Esta acção, tal como as consultas de aferição em Lisboa, totalmente gratuita para as utentes, é apoiada pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal e insere-se na intervenção Núcleo Regional do Sul (NRS) da Liga Portuguesa Contra o Cancro. Integrado no Plano Oncológico Nacional e Programa Europeu Contra o Cancro. Tem como objectivos primordiais, a redução da letalidade da doença pois, através do diagnóstico atempado, é possível encontrar formas adequadas de tratamento, bem como melhorar a qualidade de vida dos pacientes, pois, a detecção precoce da doença permite encontrar meios menos agressivos para a debelar.
Para a consecução deste programa são utilizadas unidades móveis e fixa, guarnecidas por técnicas credenciadas em radiologia, que executam os respectivos exames às mulheres (convidadas, através de carta personalizada, a participar) com idade compreendida entre os 45 e os 69 anos, grupo etário a que se destina o rastreio.

O NRS dispõe dos seguintes meios para, na sua área de influência, exercerem de forma consistente o referido rastreio:

7 Unidades móveis, apetrechadas com equipamentos de mamografia, digitalizador de imagens mamográficas, técnicas de radiologia e pessoal administrativo, que se deslocam nos concelhos dos distritos de Beja, Évora, Leiria, Portalegre, Santarém e Setúbal. Em breve, outros distritos serão, igualmente cobertos;

1 Unidade fixa – Santarém, apetrechada de forma igual às unidades móveis;

1 Centro de Leituras e Aferições (CLA), sito em Lisboa, “coração” do rastreio, equipado com aparelhos de leitura de radiografias (mamografias), ecógrafo, mamógrafo e outros equipamentos médicos que permitem acurar o diagnóstico.

Existe ainda uma equipa de cinco médicos radiologistas que asseguram a leituras dos exames (segundo o método da dupla leitura cega) e efectuam outros exames complementares de diagnóstico, nos casos em que o exame radiológico não é conclusivo.
Por Rostos a 15 de Novembro 2015

Voltar
Apoios & Parcerias