Clipping

Voltar

Rastreio do Cancro da Mama - Santarém

15 de Junho 2010
O concelho de Grândola, desde o dia 1 de Junho e até 23 de Julho, recebe uma unidade móvel da Liga Portuguesa Contra o Cancro, destinada a proceder ao rastreio do cancro da mama nas mulheres com idades compreendidas entre os 45 e os 69 anos.

Este ano, o objectivo é chegar aos 70 por cento de comparência ao rastreio, sendo convocadas cerca de 80 senhoras por dia, num total de 2066 utentes.

O rastreio no Concelho de Grândola, em estreita colaboração com a Câmara Municipal, Juntas de Freguesia e autoridades de Saúde Pública, decorrerá, salvo alguma contrariedade, de segunda a quinta-feira entre as 9h00 e as 13h00 e entre as 14h00 e as 17h30 e, sexta-feira entre as 9h00 e as 13h00 nos seguintes locais:
- Jardim da Avenida 18 de Dezembro de 1 a 7 de Junho;
- Junto ao mercado de Melides de 7 a 15 de Junho;
- Centro de Saúde de Grândola de 15 de Junho a 14 de Julho;
- Junto ao Centro Comunitário do Lousal de 14 a 23 de Julho.

Esta acção, tal como as consultas de aferição em Lisboa (totalmente gratuitas para as utentes) é apoiada pela Câmara Municipal de Grândola e insere-se na intervenção do Núcleo Regional do Sul (NRS) da Liga Portuguesa Contra o Cancro, integrado no Plano Oncológico Nacional e no Programa Europeu Contra o Cancro que tem como objectivos primordiais, a redução da letalidade da doença pois, através do diagnóstico atempado, é possível encontrar formas adequadas de tratamento, bem como melhorar a qualidade de vida dos pacientes, pois, a detecção precoce da doença permite encontrar meios menos agressivos para a debelar.

Para a consecução deste programa são utilizadas unidades móveis e fixa, guarnecidas por técnicas credenciadas em radiologia, que executam os respectivos exames às mulheres (convidadas, através de carta personalizada, a participar) com idade compreendida entre os 45 e os 69 anos, grupo etário a que se destina o rastreio.

O NRS dispõe dos seguintes meios para, na sua área de influência, exercerem de forma consistente o referido rastreio: 7 Unidades móveis e uma Unidade Fixa em Santarém, apetrechadas com equipamentos de mamografia, digitalizador de imagens mamográficas, técnicas de radiologia e pessoal administrativo, que se deslocam nos concelhos dos distritos de Beja, Évora, Leiria, Portalegre, Santarém, Setúbal e Lisboa; 1 Centro de Leituras e Aferições (CLA), sito em Lisboa, “coração” do rastreio, equipado com aparelhos de leitura de radiografias (mamografias), ecógrafo, mamógrafo e outros equipamentos médicos que permitem acurar o diagnóstico.

Existe ainda uma equipa de cinco médicos radiologistas que asseguram a leituras dos exames (segundo o método da dupla leitura cega) e efectuam outros exames complementares de diagnóstico, nos casos em que o exame radiológico não é conclusivo.
Por Litoral Alentejano a 15 de Novembro 2015

Voltar
Apoios & Parcerias