Clipping

Voltar

Região Centro duplica número de Voluntários do Norte e Sul

12 de Junho 2010
O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro tem cerca de 1000 Voluntários, superando largamente os 400 da Região Norte e os 465 da Região Sul. Por detrás destes números, há uma realidade dura que envolve muitos milhares de pessoas com cancro.
Na Zona Norte, o IPO é um porro de abrigo para a maioria dos doentes cancerígenos da região. A Reportagem Agora visitou as instalações do IPO no Porro para conhecer o dia-adia do Voluntariado.
Ambiente pesado, uma bata branca, um MVazul bordado na zona de identi&ação, um sorriso.., um Voluntário.
O Serviço de Acolhimento, o Serviço Café com Leite e o Serviço de Jantares são tarefas diárias de um Voluntário no IPO do Porto. Vêem-se voluntários por rodo o edifício. No átrio de entrada do IPO, orientam as pessoas; à entrada de cada unidade, andam com carrinhos equipados com café, leite e bolachas para oferecer; e, à noite, servem o jantar aos doentes. Estes voluntários dão muito apoio no dia-a-dia dos doentes, sobretudo quando não há visitas. O Voluntário tem hora de entrada, mas não de saída.
No sector de Pediatria, cabe à instituiçãoAcreditarcoordenar o voluntariado. Aqui, o trabalho centra-se essencialmente em proporcionar félicidade às crianças que travam um combate complicado contra a doença. E, muitas vezes, um sorriso éo bálsamo necessário.

Instituição de referência
O IPO do Porto foi criado em Abril de 1974 para dar resposta às necessidades relativas á assistência oncológica. Considerado como um dos melhores Hospitais da Europa, o IPO é membro activo da European Organization of Research and Treatment of Cancer (EORTC) uma organização que promove o desenvolvimento e a pesquisa no tratamento do cancro.
Por Jornal de Notícias a 15 de Novembro 2015

Voltar
Apoios & Parcerias