Clipping

Voltar

Um Dia Pela Vida...

06 de Outubro 2011
Por ocasião da Festa de Encerramento, que decorrerá no dia 8 de Outubro na Casa do Povo da Ribeirinha, com início às 10h, o Núcleo Regional dos Açores da Liga Portuguesa Contra o Cancro publica os testemunhos das pessoas envolvidas na organização de "Um Dia Pela Vida", que se estreou nos Açores na freguesia da Ribeirinha, ilha Terceira.


SANDRA FRAGOSO PAVÃO (*)

Um dia pela vida….


Um dia em que vou Celebrar aqueles que combateram o cancro e ainda estão junto de mim, vivendo os dias de forma mais intensa e grata por estarem vivos! Um dia em que vou Recordar aqueles que infelizmente partiram vítimas desta doença mas que nunca serão esquecidos! Um dia em que vou Lutar pela cura deste flagelo que insiste em afectar tantos de nós! Desde o início da minha carreira que convivo de muito perto com o cancro. Perto demais, às vezes! Mesmo passados alguns anos continuo a impressionar-me com o número de casos que vão surgindo, com as idades, com os rostos pálidos e quase sem expressão de quem recebe a notícia. Nem mesmo o passar dos anos torna a experiência mais fácil. infelizmente não convivi com esta doença só no trabalho. Senti e ainda sinto a dor de quem perdeu um ente querido afectado pelo cancro.
Não há palavras que expliquem, nem há lágrimas suficientes para chorar tanta dor… Por isso neste dia, no Dia Pela Vida eu vou Celebrar, vou recordar e vou Lutar! 8 de Outubro é o dia escolhido para o encerramento deste grande evento que mobilizou a freguesia da ribeirinha de uma forma surpreendentemente solidária! O desafio foi lançado e a Comissão Local abraçou-o de tal forma que só consigo agradecer e congratular. Os últimos meses têm sido de grande dinamismo! Quase duas dezenas de equipas, uma comunidade cheia de vontade de ajudar, jovens em movimento, idosos em movimento… tem sido impressionante! Não posso deixar de agradecer a todos os habitantes da ribeirinha e principalmente à Comissão Local toda a atenção dedicada à organização deste evento. Foi de facto uma grande escolha para o primeiro Dia Pela Vida nos Açores! A todos os que trabalharam e a todos aqueles que de alguma forma participaram, muito obrigado! Juntos faremos a diferença na luta contra o cancro.

(*) Coordenadora Regional de Um Dia Pela Vida, Núcleo Regional dos Açores


LISETE OLIVEIRA (*)

Pela primeira vez nos Açores


Já há cerca de 4 anos que estou ligada ao Núcleo regional da Liga Portuguesa Contra o Cancro. Participei já em vários projectos mas nenhum com a dimensão ou impacto do projecto “Um Dia Pela Vida”. Pessoalmente foi um projecto que me enriqueceu muito, permitindo-me trabalhar com pessoas benfeitoras, partilhar as suas ideias e conhecimentos a fim de juntos homenagearmos todos os que sofreram por causa da doença oncológica e, ao mesmo tempo, ajudar os que ainda lutam. Ao ver isso em todos os que participaram nesse projecto mais me comovia com o poder de entrega, união e solidariedade que essa causa desperta.infelizmente todos já foram de alguma forma “tocados” pelo cancro, através de algum familiar ou amigo, e, ainda mais num meio pequeno como o nosso, é inevitável ficar indiferente a mais um diagnóstico. Daí ser importante alertar para a prevenção, celebrar as vitórias conseguidas, homenagear os que a perderam e incentivar à luta…à esperança! Esperar pelo dia em que a esperança se transforme em cura!este é o primeiro “Um Dia Pela Vida” nos Açores e foi escolhida a freguesia da ribeirinha pela união e dinamismo já demonstrados pela sua gente. A essas características adiciono o seu espírito solidário e envolvente que ofereceram ao projecto.O trabalho da equipa coordenadora não se realizou por uma questão de um simples dever cumprido, mas sim pelo serviço de qualidade e entrega de cada um dos elementos da comissão. E por isso terão sempre a minha gratidão e amizade! A todos os participantes deixo também uma palavra de agradecimento e apreço pela generosidade e empenho.
Por vezes pensamos que grandes momentos são motivados por grandes feitos, mas existem coisas mínimas que representam muito para uma vida; é importante é estar atento para não perder essas oportunidades de ajudar alguém. Muito obrigado a todos!

(*) Coordenadora Regional de Um Dia Pela Vida


HELENA FREITAS TOSTE (*)

Parar para celebrar a vida

Aceitei este desafio com entusiasmo e dedicação pela simples razão de que, direta ou indiretamente, todos somos tocados pela fragilidade que nos provoca uma situação de doença oncológica. Parar para celebrar a vida, tal como por vezes temos de parar para tratar, parar para chorar, parar para orar, pedir e agradecer. Parar para celebrar a VIDA é sem dúvida uma dádiva Divina. Foi isso que me motivou particularmente. Saber aceitar, sim!! Partilhar e colaborar com quem mais precisa de apoio e solidariedade, de forma a obter novas esperanças na sua vida...O projeto foi lançado e foi com enorme satisfação que eu e os meus colegas observámos no dia-a-dia a aceitação de todas as pessoas envolvidas, equipas formadas, equipas organizadas, equipas em movimento, equipas em colaboração umas com as outras. além da questão financeira, a onda de solidariedade que se foi propagando nas pessoas da freguesia e arredores foi contagiante e entusiasmante. É um sinal de que vamos ficando atentos e alertados perante a ameaça que nos provoca o cancro.
Nunca ninguém sabe quando lhe baterá à porta! Continuemos a ser solidários e a contribuir para que os outros sejam felizes, pois não existe maior satisfação do que contribuir para a felicidade dos outros. Como não poderia deixar de ser, um “Muito Obrigado” aos elementos da Comissão - colegas de luta, elementos das equipas, entidades religiosas, sociais e politicas e toda a população que se empenhou em prol desta causa. Bem hajam!!

(*) Responsável Local de Um Dia Pela Vida, na Ribeirinha
Por Diário Insular a 15 de Novembro 2015

Voltar
Apoios & Parcerias