Notícias

Voltar

Ópera “A Persistência dos Sintomas”

31 de Maio 2018 a 03 de Junho 2018
Ópera “A Persistência dos Sintomas”
Espetáculo Solidário junta Orquestra Clássica do Centro e Atelier de Ópera da ESART, a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro. A 31 de maio, em Coimbra, e a 3 de junho, em Castelo Branco.
O Atelier de Ópera da Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco (ESART) e a Orquestra Clássica do Centro (OCC), com direção do maestro José Eduardo Gomes e encenação de Mário João Alves, preparam a ópera “A Persistência dos Sintomas”, de Haydn, com estreia marcada para 31 de maio, às 18H00, no Pavilhão Centro de Portugal, em Coimbra, e nova apresentação a 3 de junho, pelas 17H00, no Cine-Teatro Avenida, Castelo Branco, em espetáculos solidários a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro.
As ópera de Haydn vão sendo, progressivamente, redescobertas. O seu instinto teatral, o seu sentido de humor, a sua ironia fina e todo o seu génio que reconhecemos nas suas sinfonias e música de câmara, aparecem ainda de forma mais radiosa nas suas obras teatrais.
Esta que é uma criação coletiva da classe de Atelier de Ópera da ESART procura proporcionar a alunos, músicos e público, um momento de descoberta de Haydn e de alguns dos mais familiares segredos das nossas vidas comuns.
A reserva de bilhetes deve ser feita para os seguintes contactos: occ@orquestraclassicadocentro.org, 916 994 160 (Pavilhão Centro de Portugal).
 
Por Núcleo Regional do Centro a 05 de Junho 2018

Voltar

Sugestões

Apoios & Parcerias