Notícias

Voltar

“CONHECER COIMBRA” E A “LIGA CONVIDA” DESAFIAM DOENTES ONCOLÓGICOS A VIVENCIAR CULTURA E ATIVIDADES OCUPACIONAIS

25 de Maio 2020
“CONHECER COIMBRA” E A “LIGA CONVIDA” DESAFIAM DOENTES ONCOLÓGICOS A VIVENCIAR CULTURA E ATIVIDADES OCUPACIONAIS
Testemunho de doente oncológico: “Sem quase dar pelo tempo passar, tal foi a intensidade de excelentes atividades em que participei”.
O projeto "Conhecer Coimbra", através do qual são realizadas visitas culturais a locais emblemáticos da cidade/região de Coimbra, teve a participação, em 2019, de 620 doentes oncológicos em tratamento no IPOC, que realizaram 87 visitas, a 30 locais distintos.
Esta atividade, que teve início em 2016, decorre às terças e quintas-feiras, no período da manhã e, pontualmente, à quarta-feira à tarde, sendo as deslocações asseguradas através do transporte social do Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC.NRC) e com o acompanhamento de uma equipa constituída por 6 voluntários.
Este projeto decorre a par com outro que, desde 2019, já realizou 25 sessões nas quais participaram 105 doentes oncológicos. Trata-se do projeto “A Liga ConVida”, que decorre todas as tardes de terça-feira, no Centro de Voluntariado Ocupacional (CVO), onde os doentes em tratamento nas Unidades de Oncologia do CHUC e IPOC, são convidados para um lanche na Liga, complementado por outras atividades, como manualidades, mini-sessões de esclarecimento, culinária, entre outras.
António Inácio Ferraz, natural de Ourém, deixa-nos o seu testemunho enquanto participantes destes dois projetos. Com 67 anos, em 2008 foi-lhe diagnosticado cancro colorretal, tendo sido operado no Hospital de Torres Novas onde, durante 6 meses, fez 6 ciclos semanais de quimioterapia e sessões de radioterapia, no IPO em Coimbra
A permanência na cidade de Coimbra por mais tempo, levou-o a inscrever-me nos passeios culturais organizados pela LPCC.NRC e nas atividades culinárias e de trabalhos manuais.
Ao fim de quase dois meses, no dia 21 de fevereiro de 2020, último dia dos seus tratamentos de radioterapia, regressou a casa. Inácio testemunha que foi um regresso “com a moral muito elevada tal como no 1º dia e, graças aos voluntários e voluntárias, do “Núcleo de Coimbra” da Liga Portuguesa Contra o Cancro, nunca tive tempo livre para pensar na doença e, quando no interior da máquina de radioterapia a fazer o meu tratamento, o meu pensamento estava sempre no próximo passeio ou visita cultural em que iria participar”.
Inácio Ferraz diz-se hoje “mais rico culturalmente, com um agradecimento muito especial aos voluntários da Liga e aos funcionários e funcionárias do IPO de Coimbra” por todo o apoio recebido durante o período de tratamento de radioterapia.
“Sem quase dar pelo tempo passar, tal foi a intensidade de excelentes atividades em que participei”, assim recorda o “Conhecer Coimbra” e o projeto “A Liga ConVida”.

Leia aqui o testemunho integral do Inácio Ferraz.

 

 
Por Núcleo Regional do Centro a 25 de Maio 2020

Voltar

Sugestões

Apoios & Parcerias