Voltar

Maria João

52 anos Mama, 2011, Doente
Em julho de 2011, com 50 anos, apalpei um “caroço” na mama esquerda. Imediatamente, fui fazer ecografia e mamografia e o médico foi direto: tinha todas as probabilidades de ser cancro. Entrei em choque, o mundo desabou-me em cima, valeu-me uma amiga que me acompanhou no momento. Fui recebida de braços abertos na instituição onde posteriormente fui operada. Fiz entretanto todos os exames (biópsia, cintigrama ósseo e ecografia abdominal), o tempo em que aguardava os resultados foi horrível. Eu achava que a minha sentença de morte estava lida. Não podemos pensar assim. Cada caso é um caso, fiz mastectomia, mas não precisei de fazer nem quimioterapia nem radioterapia e um dia terei alta. Temos que ter sempre muita força e fé porque Deus está sempre do nosso lado! (…) Força para todos!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Para ti mãe: Em Dezembro de 2001, na palpação da mama, verificaste o nodulo e em Janeiro já tinhamos o resultado, no dia em que...sílvia Barradas, 37 anos, Mama, 2001Ler mais
  • Conheço de perto a realidade do cancro, concretamente do cancro da mama, uma vez em que em casa tenho uma pessoa muito próxima, a minha avó paterna, que...Diogo Campos, 18 anos, Mama, 1992Ler mais
  • Embora seja uma jovem, talvez um pouco inconsciente, vivi uma situação muito perturbadora e desgastante emocionalmente com a minha tia, portadora do...Maria Ferreira, 19 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Em outubro de 2011, o meu mundo foi abalado com a palavra que mais temia desde criança: cancro na mama. A minha madrinha e a minha mãe faleceram há mais...Sónia Pereira, 35 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Ao fim da tarde de 24 de dezembro de 2004, fiquei a saber que tinha cancro da mama. Um “belíssimo” presente de Natal! Fiz mastectomia, quimioterapia...Cláudia, 46 anos, Mama, 2004Ler mais
  • Deixo aqui muita força a todos aqueles que estão a passar por esta experiência.anabela franco, 54 anos, Mama, 2009Ler mais
Apoios & Parcerias