Voltar

monica fernanda martins teixeira

36 anos Estômago, 2011, Doente
Olá, o meu nome é Mónica, tenho 36 anos e sou mãe de dois seres maravilhosos, o Dinis (6 anos) e a Diana (20 meses). Diagnosticaram-me cancro gástrico no dia 4 de janeiro deste ano. O tratamento consistiu em retirar o estômago e fazer 6 sessões de quimioterapia. Nunca conseguirei expressar por palavras a revolta que senti (e que ainda sinto por vezes) quando descobri o meu problema de saúde. Não parava de pensar: Porquê eu? Que sofrimento causarei aos meus filhos se morrer? O que fiz de errado? É um sofrimento atroz! Graças a Deus está a correr tudo bem dentro dos possíveis. Terminei o tratamento e só volto ao Hospital em novembro. Gostaria de dar uma palavra de conforto e encorajamento a todos aqueles que tal como eu sofreram na pele ou que sofreram com os seus familiares por causa desta doença terrível. Um bem haja a todas as pessoas que me apoiam na caminhada mais difícil da minha vida. Obrigada por existirem na minha vida. Que Deus proteja os meus meninos.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Quero partilhar com o mundo a minha felicidade, vai fazer 5 anos no dia 4 abril de 2013 que fui submetida a uma gastrectomia total do estomago...Vera Ideia, 45 anos, Estômago, 2008Ler mais
  • Janeiro de 2015. A minha mãe já não andava bem há algum tempo, mas disfarçava os sintomas. Odiava médicos,...Tânia, 38 anos, Estômago, 2015Ler mais
  • Infelizmente, ao meu querido pai foi-lhe diagnosticado esta doença no estômago em meados de março de 2011. De imediato foi acompanhado pelo IPO, onde foi...Paulo Félix, 34 anos, Estômago, 2011Ler mais
  • O cancro no meu estômago foi descoberto numa visita à minha médica de família. Eu sofria muito de reumatismo e crises de gota... Numa das consultas...Manuel Sousa, 64 anos, Estômago, 2010Ler mais
  • Cancro! Sentença de morte ou uma doença que deve ser enfrentada como qualquer outra?Em julho de 2013, fui realizar uma TAC abdominal a pedido da minha...Fernando Simões, 48 anos, Estômago, 2013Ler mais
  • Eu sei que não passei pela dor de ter cancro mas e aqueles que assistem à dor daqueles que têm cancro? Eu não estou a dizer que isso é pior... Mas...Cláudia, 14 anos, Estômago, 2007Ler mais
Apoios & Parcerias