Voltar

Sandra da Conceição Dantas Félix

30 anos Pulmão, 2012, Familiar
Neste ano de 2012, foi diagnosticado ao meu pai cancro no pulmão com metástases na cabeça. Estava a trabalhar no Algarve quando o meu pai começou a deixar de falar. No início pensámos que era algo da placa dentária ou algo menos preocupante. A minha mãe, sozinha, foi com o meu pai ao médico de família, que logo lhe disse para se dirigir ao hospital (…). Fez vários exames e veio para casa. (…) O meu pai reagiu mal, teve um ataque de convulsão e regressou ao hospital de urgência e a médica disse que ele tinha cancro na cabeça e no pulmão. Então começou a luta e o sofrimento de ambas, vim para Viana o mais depressa que pude e, até hoje, estou com eles para os apoiar. O meu pai foi operado à cabeça e foi um sucesso, neste momento está a fazer radioterapia à zona cerebral e depois vai passar a fazer tratamentos ao pulmão. No início estava muito contente e confiante mas, desde que começou a radioterapia, foi-se um pouco abaixo. Mas nós estamos cá para o apoiar e dar-lhe força. Ele é um homem lutador e muito positivo. Confiem e acreditem que vão vencer e assim acontecerá. Obrigado e sejam felizes!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Já tinha pensado deixar aqui o meu testemunho quando este caminho começou, mas achava que ainda estava tudo no início para poder fazer a diferença. Não...Vanda Santos, 23 anos, Pulmão, 2011Ler mais
  • Em junho de 2008 foi-me diagnosticado um cancro no pulmão, carcinoma de pequenas células em estado 3. Para mim, foi como o mundo fosse terminar porque nem...Arlindo, 46 anos, Pulmão, 2008Ler mais
  • Há um ano atrás assisti à morte do meu avô. Sinto-me lisonjeada por isso. Cancro no pulmão… fumava cerca de 4 maços de tabaco por dia. Após 35 anos...Nanci Carvalho, 19 anos, PulmãoLer mais
  • Tudo parecia tão beloNuma cumplicidade de emoções Amor queridoSentidoTernoRepleto de verdadeiras sensações Tudo parecia longínquo ...Filipe Fenandes, 32 anos, Pulmão, 2009Ler mais
  • De muito novo lidei com esta doença cobarde! Não diretamente, mas em 2003 foi diagnosticado um cancro no pulmão à minha mãe. Todo o processo de...Renato Graça, 27 anos, Pulmão, 2003Ler mais
  • Em 2000 foi diagnosticado ao meu pai cancro colo-rectal já em fase avançada mas, apesar da pouca esperança, ele venceu de uma forma surpreendente. Com...Ana Carvalho, 36 anos, Pulmão, 2004Ler mais
Apoios & Parcerias