Notícias

Voltar

Oitava Unidade Móvel de Rastreio de Cancro da Mama inaugurada em Viseu

26 de Setembro 2019
Oitava Unidade Móvel de Rastreio de Cancro da Mama inaugurada em Viseu
“Este programa é um exemplo de sucesso de como um parceria entre entidades do setor público (Autoridades de Saúde e Civis) e a Sociedade Civil (Liga Portuguesa Contra o Cancro) pode induzir ganhos em saúde e valor social”.
O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC.NRC) inaugura hoje a 8ª unidade móvel de rastreio de cancro da mama (última da série de oito novas unidades móveis destinadas à Região Centro. A Cerimónia, a decorrer, no Centro de Saúde de Viseu III (Jugueiros), com a presença de Vítor Rodrigues, Presidente da Direção Nacional da Liga Portuguesa Contra o Cancro; Rosa Reis Marques, Presidente da Administração Regional de Saúde do Centro; António Joaquim Almeida Henriques, Presidente da Câmara Municipal de Viseu, e de António Cabrita Grade, Diretor Executivo do ACES Dão Lafões.
As oito novas unidades móveis adquiridas pelo Núcleo Regional do Centro representam cerca de 3,5 milhões de euros de investimento no diagnóstico precoce de cancro da mama, na região centro. No balanço deste investimento global, símbolo do estímulo e da política de proximidade da LPCC.NRC às populações locais, todas as entidades oficiais presentes reforçaram o papel inovador e fundamental da LPCC, enquanto entidade que emana da sociedade civil, na prevenção do cancro e, em particular, no diagnóstico precoce do cancro da mama, através do Rastreio organizado de base populacional e que coloca a Região Centro com indicadores acima da média nacional e mesmo do contexto europeu.
Uma particular palavra de agradecimento aos voluntários que, no contexto comunitário, foram (e são) fator de dinamismo deste Programa, pela capacidade de mobilizar para a participação.  
“Este programa é um exemplo de sucesso de como um parceria entre entidades do setor público (Autoridades de Saúde e Civis) e a Sociedade Civil (Liga Portuguesa Contra o Cancro) pode induzir ganhos em saúde e valor social”.
 
Por Núcleo Regional do Centro a 26 de Setembro 2019

Voltar

Sugestões

Apoios & Parcerias