Conteúdo associado à tag: "Sinais"

  • Página

    Sintomas

    Sinais e SintomasO Linfoma não Hodgkin pode causar muitos sintomas. A maioria das vezes, estes sintomas podem ser comuns a um grande número de doenças.Alguns dos sintomas a referir, incluem:Gânglios linfáticos inchados e indolores, no pescoço, axilas e virilhas.Perda inexplicável de peso.Febre, sem foco explicável.Suores nocturnos abundantes.Tosse, dificuldade respiratória ou dor no peito.Fraqueza e cansaço que não desaparecem.Dor, inchaço ou sensação de enfartamento no... Ler mais
  • Notícia

    “Cancro: Sinais e Sintomas” que devemos conhecer

    No próximo dia 20 de outubro (sexta-feira), pelas 21h00, o Grupo de Voluntariado Comunitário (GVC) da Murtosa, da Liga Portuguesa Contra o Cancro, promove uma ação de educação para a saúde no Museu Municipal do Comur. Do programa da ação consta uma intervenção de Patrícia Rosinha, que irá alertar os presentes sobre “Cancro: Sinais e Sintomas". Segue-se uma atuação cultural com... Ler notícia
  • Notícia

    Sinais de alerta que não pode ignorar são tema de Ação de educação em Belmonte

    O cancro continua a ser a segunda causa de morte em Portugal. Nesse sentido, o Grupo de Voluntariado Comunitário de Belmonte da Liga Portuguesa Contra o cancro (LPCC) realizará no próximo dia 21 de maio (domingo), pelas 15 horas, uma ação de educação para a saúde sobre "Cancro: sinais de alerta", que será dinamizada pela Dra. Natália Amaral, médica ginecologista e coordenadora regional do... Ler notícia
  • Notícia

    Albergaria-a-Velha alerta para "Cancro: Sinais e Sintomas"

    O Grupo de Voluntariado Comunitário de Albergaria-a-Velha da Liga Portuguesa Contra o Cancro realizará, no dia 20 de maio, sábado, pelas 16h00 uma ação de educação para a saúde sobre a temática "Cancro: Sinais e Sintomas", dinamizada pelo Dra. Patrícia Rosinha, médica interna dos CHUC. Segue-se a apresentação musical da Associação Recreativa e Musical dos Amigos da Branca... Ler notícia
  • Notícia

    Ação de Educação alerta para "Cancro e sinais de alerta"

    O Grupo de Voluntariado Comunitário de Penacova realizará, no dia 30 de abril, pelas 16 horas uma ação de educação para a saúde sobre a temática "Cancro e sinais de alerta", dinamizada pela Dra. Natália Amaral, médica ginecologista e coordenadora regional do voluntariado da Liga Portuguesa Contra o Cancro. A ação contará, no final, com a atuação do Coro Vox et Communio.A... Ler notícia
  • Notícia

    Cancro: fatores de risco e sinais de alerta

    No próximo dia 4 de Março, Sábado, pelas 21 horas o Grupo de Voluntariado Comunitário do Concelho de Montemor-o-Velho do Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), realiza uma Ação de Educação e Sensibilização para a Saúde, na sede da Associação de Desenvolvimento Progresso e Vida de Liceia, antiga escola primária de Liceia.Com o objetivo de divulgar... Ler notícia
  • Página

    Sintomas

    Sinais e SintomasMuitas vezes, o primeiro sinal de melanoma é uma alteração no tamanho, forma, cor ou textura de um sinal existente. A maioria dos melanomas apresenta uma zona preta ou preta-azulada; também pode surgir como um novo sinal: pode ser preto, anómalo ou com "mau aspecto".Se tem alguma pergunta ou preocupação, acerca de algo na sua pele, consulte o médico. As indicações em seguida apresentadas não deverão servir para fazer um auto-diagnóstico; são exemplos úteis,... Ler mais
  • Página

    Sinais de Alerta

    Quem está em RiscoNinguém sabe as causas exactas do melanoma.Muitas vezes, o médico não consegue explicar porque é que uma pessoa desenvolve melanoma e outra não. No entanto, a investigação demonstra que determinados factores de risco aumentam a probabilidade de uma pessoa vir a desenvolver melanoma. Globalmente, os factores de risco mais comuns, para o melanoma, são em seguida apresentados:Nevo displásico: é mais provável que os nevos displásicos se tornem cancerígenos do que... Ler mais
  • Página

    Sinais de Alerta

    Sinais De AlertaMuitas vezes, o médico não consegue explicar porque é que uma pessoa desenvolve Linfoma não Hodgkin e outra não. No entanto, a investigação demonstra que determinados factores de risco aumentam a probabilidade de uma pessoa vir a desenvolver esta doença.Geralmente, os factores de risco mais comuns, para o Linfoma não Hodgkin, são em seguida apresentados:Sistema imunitário debilitado: ter um sistema imunitário debilitado, devido a um problema hereditário, a... Ler mais
12 Resultados
Apoios & Parcerias