Voltar

Ana Borges

53 anos Mama, 2001, Doente
Vencer a Luta contra o Cancro.
Essa luta tem várias frentes, missões e objetivos e cada um de nós pode dar o seu contributo para que todos possamos refletir sobre a doença e a forma de a superarmos.
O cancro é uma doença que marca uma vida e um pequeno testemunho pode ser uma enorme ajuda para quem neste momento atravessa o processo de cura.
Eu venci a doença há quase 15 anos atrás e costumo dizer que um dia escrevo um livro com o título "Eu fui feliz na doença" porque sempre acreditei na cura e em momento algum me senti triste, só ou dominada pela insegurança que alguns doentes sentem, quando recebem o diagnóstico ou ao longo de todo o tratamento. O meu estado de espírito era de ânimo, força e total confiança no meu médico e nos resultados dos tratamentos e cirurgias a que fui submetida.
A mensagem que quero deixar aqui a todos os doentes, seus familiares e amigos, é que podemos vencer a doença e escolhermos adoptar uma postura positiva, viver dia após dia, sempre focados num único objetivo: a cura!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Em Dezembro de 2015 fui fazer os meus exames de rotina como todos os anos faço.Ía descontraída, nada indicava que algo não...Maria Silva, 44 anos, Mama, 2015Ler mais
  • Olá a todas as mulheres e até homens que possam estar a sofrer desta doença. A mim foi-me diagnosticado em setembro de 2009, a princípio não era nada....Lina Garcia, 35 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Quando estamos perante o diagnóstico de cancro, em nós ou nos nossos entes queridos, tudo à nossa volta parece desmoronar-se e subitamente sentimo-nos...Maria, 55 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Só no ano de 2013, com a ajuda da minha psicóloga, consegui dizer “tive cancro”.Só hoje consigo escrever sobre o assunto, esperando que o meu...Maria DIAS, 55 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Em outubro de 2008, estava grávida de 9 semanas, quando descobri uma massa anormal no peito. Confirmado o diagnóstico, após uma biópsia, fui...Natália Gomes, 37 anos, Mama, 2008Ler mais
  • Corria o ano de 2010. Era um ano de novas esperanças, com o nascimento de uma nova neta. As forças já tinham sido retemperadas com o usufruto de...Marco Santos, 59 anos, Mama, 2010Ler mais
Apoios & Parcerias