Voltar

Ana Cristina Costa

45 anos Mama, 2005, Doente
Sou uma mulher de entre tantas que, de um momento para o outro, sentiram a sua vida virada do avesso ao ser-me diagnosticado um cancro na mama. Tinha 39 anos, não fumadora, mas “ele” aí estava sem pedir licença. Fundamental para mim, para a minha cura foram o apoio e carinho sentido pela família e amigos. Ir partilhando com eles, sobretudo os passos prévios à mastectomia, deu-me uma força enorme e também uma confiança grande de que tudo iria correr “bem”. Aprendi a viver cada dia com aquilo que cada dia me trazia, lágrimas, tristeza mas também paz, alegria, serenidade. Confiei no médico maravilhoso que me acompanhou. Reconheci o valor das pequenas rotinas. Sobretudo sinto-me mais compassiva com aqueles e aquelas que como eu lutam nesta doença e noutras. Fundamental é prestar atenção aos sintomas, não deixar arrastar uma consulta, um diagnóstico. Fundamental é permitir que os outros familiares, amigos, nos ajudem a caminhar por esta etapa. Faz toda a diferença!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Faz dois anos (2010) em que foi diagnosticado um cancro no peito da minha esposa, não aceitou o problema que tinha e mentiu. Lembro como se fosse hoje: fui...JOAO, 36 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Olá amigos! Vou começar por dar o meu testemunho, que no fundo terá algo em comum com várias pessoas que, tal como eu, estão a passar ou passaram por...Ana Mateus, 52 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Em julho de 2006, tinha eu 20 anos, o meu mundo tremeu. No dia em que a minha mãe fez uma mamografia, soube-se que tinha cancro da mama. Entretanto, em...Diana Damião, 27 anos, Mama, 2006Ler mais
  • Com 48 anos, robusta e saudável, fui fazer a mamografia e ecografia de rotina. A demora do médico a observar e a comparar as radiografias, o pedido à...Maria Oliveira, 52 anos, Mama, 2008Ler mais
  • Mal eu sabia o que me ia acontecer faz hoje um ano. Tudo começou no início de fevereiro de 2012, primeiro a descoberta do nódulo, o que me deixou logo...Vera Pedro, 34 anos, Mama, 2012Ler mais
  • Foi no dia 23 de fevereiro que, após uma mamografia e ecografia mamária, fui confrontada com esta doença. No início fiquei sem reação. Depois veio o...Carla Silva, 38 anos, Mama, 2011Ler mais
Apoios & Parcerias