Voltar

Ana Cristina Costa

45 anos Mama, 2005, Doente
Sou uma mulher de entre tantas que, de um momento para o outro, sentiram a sua vida virada do avesso ao ser-me diagnosticado um cancro na mama. Tinha 39 anos, não fumadora, mas “ele” aí estava sem pedir licença. Fundamental para mim, para a minha cura foram o apoio e carinho sentido pela família e amigos. Ir partilhando com eles, sobretudo os passos prévios à mastectomia, deu-me uma força enorme e também uma confiança grande de que tudo iria correr “bem”. Aprendi a viver cada dia com aquilo que cada dia me trazia, lágrimas, tristeza mas também paz, alegria, serenidade. Confiei no médico maravilhoso que me acompanhou. Reconheci o valor das pequenas rotinas. Sobretudo sinto-me mais compassiva com aqueles e aquelas que como eu lutam nesta doença e noutras. Fundamental é prestar atenção aos sintomas, não deixar arrastar uma consulta, um diagnóstico. Fundamental é permitir que os outros familiares, amigos, nos ajudem a caminhar por esta etapa. Faz toda a diferença!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Olá a todos! Não é fácil para mim ainda hoje falar nesta maldita doença. Mas tenho a dizer que a medicina e os Hospitais...Anónimo, 46 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Tinha 42 anos, um marido maravilhoso, dois filhos lindos de 17 e 12 anos, família e amigos e nada me fazia desconfiar do que estava para vir. Fui fazer...Maria Soares, 43 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Olá! Sei que não estou só, sou uma de muitas... é espantosa a solidariedade entre as mulheres com cancro de mama! Quero aqui dizer que enfrentei o meu...Maria, 45 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Lido com o cancro desde a minha adolescência. Nunca tive cancro, mas tive dois familiares próximos que infelizmente morreram com cancro de pulmão, no...Ana, 28 anos, Mama, 2012Ler mais
  • Em fevereiro de 2011, foi-me diagnosticado cancro da mama. Nunca pela cabeça me passou que iria morrer, não podia, tenho duas filhas e um marido...Ana Rosa, 44 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Com apenas 28 anos de idade, em agosto de 2005, num autoexame descobri um pequeno caroço que se veio a confirmar ser um carcinoma. Como podem calcular foi...Gisela Marmelo, 34 anos, Mama, 2005Ler mais
Apoios & Parcerias