Voltar

Ana Silva

37 anos Linfoma Hodgkin, 1988, Doente
Tinha 14 anos quando me diagnosticaram linfoma Hodgkin. Vivia num Alentejo num tempo sem computadores nem informação. Não sabia o que era o cancro... No dia em que fui internada na pediatria do IPO percebi pela primeira vez que podia morrer, comecei a perceber a gravidade da doença de que era portadora. Chorei muito e pensei em desistir, mas depois consciencializei-me de que tinha que lutar, tinha que sobreviver, as pessoas que me amavam e me apoiavam sem cessar mereciam isso. E então lutei e sobrevivi. 22 anos depois resolvi escrever a minha história num livrotem sido um sucesso, mas acima de tudo tem sido gratificante poder estar perto de quem atualmente sofre com esta malfadada doença e poder dar uma palavra de alento e receber elogios, abraços...É o meu lema “desistir jamais”...
Voltar

Outros Testemunhos

  • Em fevereiro de 2005, devido a uma dor que sentia numa axila, fui ao médico, que na altura optou por fazer uma ecografia seguida de biópsia, em que foi...Vera Baltar, 31 anos, Linfoma Hodgkin, 2005Ler mais
  • Em janeiro de 2004 detetaram, através de uma TAC, que eu tinha um “linfoma hodgkin”, nessa altura estava eu hospitalizada no hospital onde rapidamente...clara martins, 25 anos, Linfoma Hodgkin, 2004Ler mais
  • Olá! O meu nome é Ana, tenho 23 anos e no ano passado foi-me diagnosticado um linfoma de Hodgkin. Em plena juventude, o dia do diagnóstico levou um pouco...Ana Cláudia, 23 anos, Linfoma Hodgkin, 2011Ler mais
  • Tinha eu 16 anos quando soube que o meu pai estava doente. Foi-lhe detetado um linfoma de Hodgkin e passei momentos bastante complicados. A cada dia que...Pedro Lemos, 19 anos, Linfoma Hodgkin, 2008Ler mais
  • Não existem palavras certas para descrever aquilo que senti e aquilo que sentiram as pessoas que me rodeiam quando descobrimos que algo não estaria bem....Ana Melo, 19 anos, Linfoma Hodgkin, 2010Ler mais
  • Tudo começou numa tarde de calor, em que estava com um grupo de amigos e o meu namorado no rio.Na manhã seguinte, ao acordar, apalpei um diminuto...Débora Faria, 22 anos, Linfoma Hodgkin, 2014Ler mais
Apoios & Parcerias