Voltar

Anita Chouriço

39 anos Mama, 2010, Doente
Conheci o cancro na primeira pessoa há um ano atrás. Há um ano e um mês que convivo diariamente com ele, trato-o por tu, mas recuso-me a deixar que ele me trate a mim. Tenho a maior razão do mundo para me manter viva: tem 10 anos e é a minha filha Noémia. Deixo o meu testemunho para que nos dias de inverno, dor, falta de paciência, desalento, que o cancro vos possa dar, levantem bem alto a bandeira da esperança, recusem-se a ser vencidos! Comam muitos alimentos verdes e coloridos e tentem fazer todos os dias algo que vos deixem felizes. Ajuda e muito a vencer o cancro! Façam tudo o que o cancro não gosta: brinquem com a vida, sorriam com os vossos amigos e familiares, lutem. Se tivermos que cair, caímos com orgulho e com a certeza de batalha encarada! E que a vida se torne vencedora! Votos de esperança e melhoras para todos os que fazem esta caminhada, doentes, amigos, família. Obrigada pela partilha.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Faz dois anos (2010) em que foi diagnosticado um cancro no peito da minha esposa, não aceitou o problema que tinha e mentiu. Lembro como se fosse hoje: fui...JOAO, 36 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Corria o ano de 2010. Era um ano de novas esperanças, com o nascimento de uma nova neta. As forças já tinham sido retemperadas com o usufruto de...Marco Santos, 59 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Com 39 anos, sem saber porquê, sem sequer ter feito mamografias, fiz uma mastectomia radical a um peito. Hoje passados 34 anos aqui estou bem graças a...Maria gambino, 72 anos, Mama, 1979Ler mais
  • Olá. Eu também já lutei contra o cancro da mama, hoje sou uma vencedora pois já passaram 5 anos e dia 23 soube da grande notícia: já fazia parte do...Anónimo, 47 anos, Mama, 2007Ler mais
  • Quando estamos perante o diagnóstico de cancro, em nós ou nos nossos entes queridos, tudo à nossa volta parece desmoronar-se e subitamente sentimo-nos...Maria, 55 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Foi-me diagnosticado cancro em setembro de 2012. Os meus filhos tinham 1 e 2 anos. Tinha acabado de amamentar o meu filho mais novo. Sentia que tinha algo...Paula, 38 anos, Mama, 2012Ler mais
Apoios & Parcerias