Voltar

Beatiz carriço xavier

50 anos Mama, 2007, Doente
Foi graças a esta Instituição que hoje estou viva. Em 2006 fui chamada para o rastreio e foi-me detetado um nódulo, mas esse foi só tirar e felizmente não era maligno. Mas em 2007 é que veio a má notícia depois de fazer uma mamografia, quando a minha médica me disse que tinha que fazer mastectomia radical, com esvaziamento da axila. Foi como se o mundo me tivesse caído em cima. Também passei por momentos muito dolorosos, que esta doença nos traz, como a quimioterapia, radioterapia, ficar sem o meu cabelo... Mas graças à sua atuação ainda fui a tempo de me salvar. A cura varia muito, o estado de espírito da pessoa ajuda a superar todo o sofrimento, assim como o grande apoio do marido, filhos ou familiares mais próximos. Nós precisamos muito de carinho, amor e muita compreensão. Eu posso dizer com toda a certeza que foi tudo isso que me ajudou a superar todo o meu sofrimento. Hoje já a fazer a reconstrução mamária, sinto-me a mulher mais feliz do mundo porque finalmente já gosto do que vejo ao espelho. Por tudo isto, força! Não desistam de lutar com todas as forças, vale a pena a nossa luta, porque a vida é o bem mais precioso. Obrigado a todos os profissionais de saúde que me acompanharam.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Foi-me detetado carcinoma de mama em novembro de 2010, com cirurgia em 01/02/2011 no IPO. Após resultado patológico, verificou-se que teria que ser...Adília Silva, 50 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Em junho de 1991, depois de uma mamografia, por causa de um pequeno “altinho” na parte inferior da mama esquerda, que teimava em não desaparecer, li no...Gabriela, 57 anos, Mama, 1991Ler mais
  • Perdi a minha irmã em outubro de 2010, com 37 anos. Certamente não é um caso de sucesso como gostaria de partilhar mas a vida, infelizmente, não é só...Irene Silva, 47 anos, Mama, 2008Ler mais
  • A todos aqueles que percorreram o caminho mais sinuoso do mundo... A todos aqueles que o estão a percorrer... A todos aqueles que o irão percorrer......Adília Carvalho, 50 anos, Mama, 1997Ler mais
  • Em janeiro de 2005 apercebi-me de um inchaço na mama esquerda, consultei o médico (…). Fiz anti-inflamatórios, antibióticos, mas nada, até que...Sandra Santos, 43 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Em maio deste ano foi-me diagnosticado cancro da mama. Sem qualquer antecedente familiar e sem outros fatores de risco (sou mãe de 3 rapazes, amamentei,...Ana Ferreira, 43 anos, Mama, 2014Ler mais
Apoios & Parcerias