Voltar

Beatiz carriço xavier

50 anos Mama, 2007, Doente
Foi graças a esta Instituição que hoje estou viva. Em 2006 fui chamada para o rastreio e foi-me detetado um nódulo, mas esse foi só tirar e felizmente não era maligno. Mas em 2007 é que veio a má notícia depois de fazer uma mamografia, quando a minha médica me disse que tinha que fazer mastectomia radical, com esvaziamento da axila. Foi como se o mundo me tivesse caído em cima. Também passei por momentos muito dolorosos, que esta doença nos traz, como a quimioterapia, radioterapia, ficar sem o meu cabelo... Mas graças à sua atuação ainda fui a tempo de me salvar. A cura varia muito, o estado de espírito da pessoa ajuda a superar todo o sofrimento, assim como o grande apoio do marido, filhos ou familiares mais próximos. Nós precisamos muito de carinho, amor e muita compreensão. Eu posso dizer com toda a certeza que foi tudo isso que me ajudou a superar todo o meu sofrimento. Hoje já a fazer a reconstrução mamária, sinto-me a mulher mais feliz do mundo porque finalmente já gosto do que vejo ao espelho. Por tudo isto, força! Não desistam de lutar com todas as forças, vale a pena a nossa luta, porque a vida é o bem mais precioso. Obrigado a todos os profissionais de saúde que me acompanharam.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Olá! Sei que não estou só, sou uma de muitas... é espantosa a solidariedade entre as mulheres com cancro de mama! Quero aqui dizer que enfrentei o meu...Maria, 45 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Embora seja uma jovem, talvez um pouco inconsciente, vivi uma situação muito perturbadora e desgastante emocionalmente com a minha tia, portadora do...Maria Ferreira, 19 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Com apenas 28 anos de idade, em agosto de 2005, num autoexame descobri um pequeno caroço que se veio a confirmar ser um carcinoma. Como podem calcular foi...Gisela Marmelo, 34 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Foi há 2 anos que o diagnóstico chegou. Estávamos em outubro de 2009. A minha vida tentava encontrar o equilíbrio perdido devido a um divórcio no ano...Filomena Crespo, 46 anos, Mama, 2009Ler mais
  • Aos 32 anos, a vida sorri-nos todos os dias, principalmente quando temos um bebé a crescer dentro de nós, de repente perdemos esse bebé, por fatores...Marlene Duarte, 32 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Mal eu sabia o que me ia acontecer faz hoje um ano. Tudo começou no início de fevereiro de 2012, primeiro a descoberta do nódulo, o que me deixou logo...Vera Pedro, 34 anos, Mama, 2012Ler mais
Apoios & Parcerias