Voltar

Carla Silva

38 anos Mama, 2011, Doente
Foi no dia 23 de fevereiro que, após uma mamografia e ecografia mamária, fui confrontada com esta doença. No início fiquei sem reação. Depois veio o sentimento de revolta, de impotência. Porquê eu? Como contar ao meu filho de 10 anos? Como contar à minha mãe, que em 2006 já tinha perdido um filho com cancro no pâncreas (o meu irmão mais velho)? O meu marido foi e tem sido o meu maior suporte e se para mim foi um choque, para ele não foi menos, pois quando tinha 7 anos perdeu a mãe com esta doença que também atingiu e matou mais duas tias. Fiz a cirurgia e retirei uma parte do peito, fiz seis sessões de quimioterapia e trinta de radioterapia. Esperam-me 5 longos anos pela frente. Custou muito, passei muito mal com a quimioterapia, chorei desconsoladamente quando perdi o cabelo, as sobrancelhas e as pestanas. Mas estou cá! Sobrevivi! Se tive medo? Sim, muito! Ódio? Claro! Mas eu não o pedi, não o quis e expulsei-o da minha vida! É o que devemos fazer. Nunca desanimar!
Voltar

Outros Testemunhos

  • O dia da execução do "bicho": 5 de julho de 2006. Meio-dia, marcava o relógio na parede do bloco operatório. Sentia-me muito bem-disposta, mesmo depois...lucinda almeida, 50 anos, Mama, 2006Ler mais
  • A minha avó partiu a 14 de março deste ano com 84 anos. Foi-lhe diagnosticado um cancro da mama. Um cancro feroz, atípico para a idade dela. Fez uma...Andreia, 27 anos, Mama, 2009Ler mais
  • Foi há 2 anos que o diagnóstico chegou. Estávamos em outubro de 2009. A minha vida tentava encontrar o equilíbrio perdido devido a um divórcio no ano...Filomena Crespo, 46 anos, Mama, 2009Ler mais
  • Em outubro de 2008, estava grávida de 9 semanas, quando descobri uma massa anormal no peito. Confirmado o diagnóstico, após uma biópsia, fui...Natália Gomes, 37 anos, Mama, 2008Ler mais
  • Em agosto de 2015 recebi a noticia mais amarga da minha vida: cancro de mama. E depois de fazer biópsia descobri que era um pouco mais complicado....Maria Martins, 51 anos, Mama, 2015Ler mais
  • Todas as noites visito esta página para, de alguma forma, não me sentir só neste sofrimento que é perder a mãe (a melhor do mundo) com esta doença...Sara, 43 anos, Mama, 2014Ler mais
Apoios & Parcerias