Voltar

Catarina Abreu

29 anos Pâncreas, 2017, Familiar
Deixo aqui o testemunho sobre o caso do meu avô de 85 anos, do Alto Alentejo.
O meu avô no ano de 2017, logono 1º1 mês após o falecimento da minha avó e sua mulher em Janeiro, começou com uma ligeira queixa de dores nas costas. Indo ao médico de família, foi-lhe dito que isso era expectável pela idade e por ter artroses, etc.
Passados dois meses as dores continuavam, mas sem grandes queixas. Juntamente a isto começou a ter dificuldades em defecar e prisão de ventre persistente. Tomou vários medicamentos e produtos naturais para permitir evacuar, mas que nunca resolveram o problema. Por volta desta altura insistimos e vai fazer ecografias, endoscopia, colonoscopia e raio-x. Os exames não acusavam nada e estavam bem. A partir de Agosto começou a perder imenso peso e com uma dor na zona abdominal e à volta da cintura, de um lado ao outro. Foi fazer uma TAC através de outro médico gastroenterologista e diagnosticaram-lhe cancro do pâncreas. Através de outros exames, verificaram que tinha ligeiras metástases no fígado e nos ossos. Já não tinha condições para realizar tratamento. Em dois meses e meio foi o evoluir muito rápido da doença, que se espalhou para o pulmão. Os sintomas no último mês e meio da sua vida foram náuseas constantes, vómitos, prisão de ventre, fezes cor de alcatrão, dores muito fortes nas costas e nas ancas.
Foi muito triste para todos ver o final infeliz desta doença horrível... mas pelo menos fico agradecida por o meu avô ter conseguido ter uma vida plena e saudável, sem problemas de saúde e feliz.
Desejo a todos sorte e uma recuperação rápida desta doença malvada. Não se deixem dominar pelas emoções nem pela doença, mas aproveitem os momentos bons que a vida vos proporciona.
 
Voltar

Outros Testemunhos

  • No dia 27 de janeiro de 2015, o meu pai deu entrada no hospital com sinais de fraqueza geral, falta de apetite e nível de glicemia elevados. Após a...Nuno, 46 anos, Pâncreas, 2015Ler mais
  • O meu pai era hipertenso. E, por isso, muito lamechas! Tinha medo de morrer! Quando, no mês de julho do ano passado, começou a queixar-se de uma forte dor...Rute Chamiço, 35 anos, Pâncreas, 2012Ler mais
  • Fez na semana passada 2 meses. Dois meses que passaram desde o último dia em que vi o meu pai, um homem que sempre foi saudável. Foi bom saber que, nesse...Andreia, 24 anos, Pâncreas, 2014Ler mais
  • O meu pai queixava-se há alguns dias de cansaço. Mas para alguém que trabalhava quase 12 horas por dia, mais não podia do que ser normal. Um dia...Ana Fazenda, 30 anos, Pâncreas, 2010Ler mais
  • Olá a todos, o meu nome é Sónia e o meu pai faleceu com cancro do pâncreas. Desde o diagnóstico até ao dia em que faleceu, decorreram apenas 3 meses....Sónia Dias, 34 anos, Pâncreas, 2014Ler mais
  • No ano de 2015, um querido familiar meu, com 89 anos, uma vida ativa e saudável, teve o diagnóstico de uma massa no pâncreas. No...Marisa Gomes, 24 anos, Pâncreas, 2015Ler mais
Apoios & Parcerias