Voltar

Catarina C.

26 anos Leucemia, 2009, Familiar
No final do ano de 2009, foi diagnosticada leucemia à minha mãe. Com esse diagnóstico começaram as idas ao Hospital, sessões de quimioterapia e IPO. Foi um ano de angústia e sofrimento, nunca tinha colocado a hipótese de perder a minha mãe! Cheguei a desejar que fosse eu que tivesse a doença e não ela. Durante esse tempo todo, ela sempre tentou ser forte, nunca mostrar o sofrimento pelo que passava... Quando o cabelo começou a cair, foi ela quem decidiu rapá-lo! Eu tentava acompanhá-la quando podia às sessões de quimioterapia... Mas tornava-se difícil (ainda mais) para mim. Quando foi internada no IPO, já sabíamos que tinham encontrado um dador de medula... Que iria ser feito o transplante... Que tudo iria mudar! E nós ganhámos uma nova esperança... Uma nova força! Foram longas semanas, duras e de dor. Passámos um ano a lutar, a tentar dar força, entre as idas ao hospital, a quimioterapia, o internamento, o transplante e a tão desejada notícia. No final do ano de 2010, a minha mãe tinha vencido a leucemia! Hoje mais do que nunca valorizo a vida, pelo que quero deixar uma mensagem para todos aqueles que estão a passar por uma situação destas (seja como doente ou familiar)... Nunca deixem de lutar e de acreditar.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Em 2007 foi detetada Leucemia à minha mãe, ela que foi e será sempre a minha melhor amiga. Foi como se o mundo caísse em cima de mim. Durante um ano e...Mara Nunes, 29 anos, Leucemia, 2007Ler mais
  • As palavras de ordem são coragem e esperança.O resto é um silêncio e uma luta! Coragem ♥♥♥ Cristina Gonçalves, 29 anos, Leucemia, 2012Ler mais
  • No dia 1 de agosto o pesadelo voltou a bater à porta da minha família. Pela segunda vez, o cancro atingiu-nos. Mas desta vez de uma forma mais atroz, por...Simplesmente avó, 58 anos, Leucemia, 2011Ler mais
  • Olá! Foi-me diagnosticado cancro em março de 2005. Uma leucemia. A minha história é um pouco diferente: comecei por perder um pouco de sangue, quando ia...Carlos Botelho, 57 anos, Leucemia, 2005Ler mais
  • Tudo começou quando acordei com um alto no pescoço. Pensei que tinha sido um jeito dado enquanto dormia. Mas estava bem longe de estar certo. Esse alto...Paulo Ponte, 23 anos, Leucemia, 1999Ler mais
  • Aos 36 anos tive a notícia que mais receava, no dia 10 de março de 2010, um médico disse-me de uma só vez: “tens Leucemia”. Estava sozinha,...Sílvia Trigueiro, 38 anos, Leucemia, 2010Ler mais
Apoios & Parcerias