Voltar

Cláudia

46 anos Mama, 2004, Doente
Ao fim da tarde de 24 de dezembro de 2004, fiquei a saber que tinha cancro da mama. Um “belíssimo” presente de Natal! Fiz mastectomia, quimioterapia (horrível, com imensos vómitos, desidratação e perda de peso) e radioterapia. Tudo isto sem deixar de trabalhar, exceto quando não o conseguia. Continuei a minha vida de uma forma diferente, como se me fosse dada uma segunda oportunidade. Passei a aproveitar muito melhor a vida, a passear, a visitar museus, galerias de arte, exposições, parques, cidades, vilas, com os filhotes pequeninos. Muito bom. Confesso que me sentia uma privilegiada por este alerta. Em março de 2010 fiz a reconstrução mamária, pensando que já estava livre do problema, mas começam as dores nas costas. O cancro estava metastizado nos ossos. Fui operada à coluna, fiquei de baixa médica e a minha “coleção” de metástases ósseas foi aumentando gradualmente. Agora já tenho também uma pequena coleção no fígado. (…) A vida é boa e vale a pena aproveitar. Sinto que me são concedidas diversas segundas vidas e tento aproveitá-las ao máximo. (…) Aqui fica o meu muito obrigada a todos os que tornam esta nova vida tão agradável. (…)
Voltar

Outros Testemunhos

  • Com 39 anos, sem saber porquê, sem sequer ter feito mamografias, fiz uma mastectomia radical a um peito. Hoje passados 34 anos aqui estou bem graças a...Maria gambino, 72 anos, Mama, 1979Ler mais
  • A primeira vez que ouvi a palavra cancro tinha onze anos e foi quando perdi o meu pai. Estávamos em 1975 e na época o cancro era chamado de "doença...margarida ferreira, 51 anos, Mama, 2004Ler mais
  • Convivo com esta doença já há muito. Primeiro uma tia mas não tive muito contacto, depois uns anos mais tarde o meu pai eu...Helena Carreiro, 52 anos, Mama, 2016Ler mais
  • Tudo começou com o auto exame, numa manhã de junho quando tinha 45 anos.Detetei um caroço na axila esquerda. De imediato fui ao meu médico, pois...Maria Silva, 59 anos, Mama, 1999Ler mais
  • Foi-me diagnosticado cancro da mama triplo negativo (…). A fase do diagnóstico foi terrível mas percebi que a solução era...Claudia Gonçalves, 46 anos, Mama, 2018Ler mais
  • Em 2002 foi-me detetado um cancro da mama, onde me foi feita uma mastectomia total direita. Logo ao extraírem a mama foi-me colocado o expansor e passado...Isabel Boleto, 51 anos, Mama, 2002Ler mais
Apoios & Parcerias