Voltar

Claudia Matos

44 anos Linfoma Não Hodgkin, 2019, Doente
Só quem vive na pele sabe o sofrimento, a dor, o crescimento e a transformação.
Ter o diagnostico de um linfoma este ano fez-me perceber que por detrás do medo existia muita coragem e determinação. Muito obrigada a todos os que estiveram comigo e que ao meu lado acreditaram, como eu sempre acreditei.
O cancro não é um problema dos outros, o cancro é um problema de todos nós.
Muito obrigada! Continuem a acreditar que é possível voltar a sorrir.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Sou a Dina, tenho 42 anos. Aos 22 anos tive o maior pesadelo da minha vida, sem saber o que me esperava um emagrecimento repentino, um cansaço...Dina Pascoal, 42 anos, Linfoma Não Hodgkin, 1996Ler mais
  • Hoje vivo uma vida normal: tenho 33 anos, estou na faculdade, trabalho e tenho três maravilhosos filhos. Mas, em 2008 (na época tinha 24...Ediléia Marcão, 33 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2008Ler mais
  • A minha relação com o cancro remonta a outubro de 2002, tinha na altura 15 anos feitos há pouco tempo e enfrentava um novo mundo com a passagem do ensino...Bruno Ramalho, 25 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2002Ler mais
  • Sou a Ana Margarida Dinis, tenho 37 anos, 2 filhos e uma família fantástica... No meu caso, saber o que era “aquilo que eu tinha” foi um alívio......Ana Dinis, 36 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2012Ler mais
  • Tinha 14 anos quando me foi diagnosticado o cancro. Fui sempre feliz durante esse tempo. Cortei o cabelo e arranjei imediatamente uma alcunha a mim mesma -...Marine Antunes, 22 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2004Ler mais
  • Aos 15 dias do mês de janeiro o meu familiar teve uma forte dor abdominal. Após várias idas às urgências, pensando...Sofia, 26 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2019Ler mais
Apoios & Parcerias