Voltar

Cristina Isabel Alonso dos Santos Madeira

36 anos Colo-Rectal (Intestino), 2007, Familiar
Em 2006 o meu pai faleceu com um cancro que, pelo percebo é raro e mortal, sarcoma, mais precisamente lipo-sarcoma. Sou filha única e foram tempos muito dolorosos para mim, meses de agonia e aperto no coração constantes. Um ano depois surge a minha mãe com cancro nos intestinos, pensei que isto nunca iria suceder... pai e mãe? Os dois? Não queria acreditar. Nunca a vi doente, foi operada, fez quimioterapia em comprimidos, foi tão corajosa, nunca se queixou de nada. Ficou bem, foi seguida e parecia curada... Este mês foi detetada uma metástase no pulmão passado 5 anos do cancro inicial... Não sei que pensar... parece que não temos paz, eles sofrem muito com a doença, mas nós familiares sofremos com eles e não é pouco.Quero acreditar que a cura vai ser possível e recuso-me a aceitar que existe a possibilidade de ficar sem a minha mãe nos próximos tempos.Força para todos vós!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Tudo começou em maio de 2011. Fui fazer uma colonoscopia, que estava em atraso há três anos e o resultado foi tumor maligno no intestino. No mesmo dia...Maria Silva, 55 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2011Ler mais
  • Neste momento, encontro-me a realizar tratamento para o cancro colo rectal, diagnosticado em abril de 2013. Em breve serei operada, após ter realizado 11...Isabel, 34 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2013Ler mais
  • 25/08/2016 - Data que ficará para sempre gravada na memória. Dia em que recebo uma notícia que, por momentos, pensava que o...Cristiano Santos, 28 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2016Ler mais
  • Em Novembro e 2016 foi diagnosticado cancro à minha mãe. Posso dizer que foi sem dúvida o pior dia da minha vida, o mundo desabou,...Vânia, 23 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2016Ler mais
  • Corria o ano de 2005 e tinha ultrapassado as seis décadas de existência de uma vida com altos e baixos, mas globalmente positiva. Estava reformado, após...José Neves, 65 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2005Ler mais
  • Em 2013 foi diagnosticado cancro nos intestinos ao meu pai... Foi tudo tão repentino e apareceu como que do nada. Durante algum tempo nem a palavra...Susana Oliveira, 43 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2013Ler mais
Apoios & Parcerias