Voltar

Daniela Pereira

19 anos Mama, 2006, Familiar
Em 2006, quando eu tinha 12 anos, a minha mãe deu-me a notícia de que tinha cancro da mama. Eu só soube trancar-me no quarto a chorar, chorei muito. Aprendi que chorar faz bem, alivia... Eu era uma criança e foi muito difícil. Foi muito difícil pensar na minha vida sem a minha mãe mas, felizmente, foi operada e fez quimioterapia. Até junho de 2012, estava tudo a correr pelo melhor até que, em outubro, o meu pai me conta que a minha mãe tem metástases no fémur direito. A minha reação foi pior do que a outra vez. Rebentei num pranto na sala de espera das urgências e senti-me completamente sem chão! Mas sabia que, desta vez, tinha uma nova tarefa: apoiar o meu pai. Ele foi-se totalmente abaixo e eu, com 18 anos, tive que aguentar a minha dor e a dele. Tive medo. Rezei muito, pedi muito a Deus por um "final feliz" e, felizmente, a minha mãe foi operada mais uma vez, realizou tratamentos e encontra-se bem. Hoje, após a consulta de oncologia, recebemos a notícia de que tem nódulos no pulmão e eu sinto-me aterrorizada. Com isto pretendo dizer que o chão foge-nos dos pés mas aprendi a dar valor a coisas muito simples, como sentir o toque da minha mãe. Hoje em dia, sinto um abraço como nunca senti. A minha mãe é a pessoa com mais amor à vida que eu já vi, é o meu orgulho. Muita força para todos e lembrem-se de lutar e da alegria de viver.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Em agosto de 2015 recebi a noticia mais amarga da minha vida: cancro de mama. E depois de fazer biópsia descobri que era um pouco mais complicado....Maria Martins, 51 anos, Mama, 2015Ler mais
  • Em janeiro de 2005 apercebi-me de um inchaço na mama esquerda, consultei o médico (…). Fiz anti-inflamatórios, antibióticos, mas nada, até que...Sandra Santos, 43 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Olá a todas as mulheres e até homens que possam estar a sofrer desta doença. A mim foi-me diagnosticado em setembro de 2009, a princípio não era nada....Lina Garcia, 35 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Todas as noites visito esta página para, de alguma forma, não me sentir só neste sofrimento que é perder a mãe (a melhor do mundo) com esta doença...Sara, 43 anos, Mama, 2014Ler mais
  • Olá amigos! Vou começar por dar o meu testemunho, que no fundo terá algo em comum com várias pessoas que, tal como eu, estão a passar ou passaram por...Ana Mateus, 52 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Foi no dia 23 de fevereiro que, após uma mamografia e ecografia mamária, fui confrontada com esta doença. No início fiquei sem reação. Depois veio o...Carla Silva, 38 anos, Mama, 2011Ler mais
Apoios & Parcerias