Porque quem precisa, precisa de nós!

Contribua com o seu donativo
Voltar

Daniela Pereira

19 anos Mama, 2006, Familiar
Em 2006, quando eu tinha 12 anos, a minha mãe deu-me a notícia de que tinha cancro da mama. Eu só soube trancar-me no quarto a chorar, chorei muito. Aprendi que chorar faz bem, alivia... Eu era uma criança e foi muito difícil. Foi muito difícil pensar na minha vida sem a minha mãe mas, felizmente, foi operada e fez quimioterapia. Até junho de 2012, estava tudo a correr pelo melhor até que, em outubro, o meu pai me conta que a minha mãe tem metástases no fémur direito. A minha reação foi pior do que a outra vez. Rebentei num pranto na sala de espera das urgências e senti-me completamente sem chão! Mas sabia que, desta vez, tinha uma nova tarefa: apoiar o meu pai. Ele foi-se totalmente abaixo e eu, com 18 anos, tive que aguentar a minha dor e a dele. Tive medo. Rezei muito, pedi muito a Deus por um "final feliz" e, felizmente, a minha mãe foi operada mais uma vez, realizou tratamentos e encontra-se bem. Hoje, após a consulta de oncologia, recebemos a notícia de que tem nódulos no pulmão e eu sinto-me aterrorizada. Com isto pretendo dizer que o chão foge-nos dos pés mas aprendi a dar valor a coisas muito simples, como sentir o toque da minha mãe. Hoje em dia, sinto um abraço como nunca senti. A minha mãe é a pessoa com mais amor à vida que eu já vi, é o meu orgulho. Muita força para todos e lembrem-se de lutar e da alegria de viver.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Após uma consulta de rotina de ginecologia, e consequente mamografia, foi-me diagnosticado carcinoma da mama no dia 27 de julho de 2012. Esse dia foi, sem...Cristina Caeiro, 41 anos, Mama, 2012Ler mais
  • Foi-me diagnosticado um cancro de mama há 5 anos num exame de rotina - mamografia e ecografia - que faço regularmente desde os 39 anos. Parecia bizarro,...Maria, 54 anos, Mama, 2006Ler mais
  • Em Dezembro de 2015 fui fazer os meus exames de rotina como todos os anos faço.Ía descontraída, nada indicava que algo não...Maria Silva, 44 anos, Mama, 2015Ler mais
  • Tinha acabado de saber que a minha filha ia ser internada para fazer uma laparoscopia com vista a determinar as causas da infertilidade com que lutava há...helena santos, 56 anos, Mama, 2010Ler mais
  • A todos aqueles que percorreram o caminho mais sinuoso do mundo... A todos aqueles que o estão a percorrer... A todos aqueles que o irão percorrer......Adília Carvalho, 50 anos, Mama, 1997Ler mais
  • Quando estamos perante o diagnóstico de cancro, em nós ou nos nossos entes queridos, tudo à nossa volta parece desmoronar-se e subitamente sentimo-nos...Maria, 55 anos, Mama, 2010Ler mais
Apoios & Parcerias