Voltar

Daniela Pereira

19 anos Mama, 2006, Familiar
Em 2006, quando eu tinha 12 anos, a minha mãe deu-me a notícia de que tinha cancro da mama. Eu só soube trancar-me no quarto a chorar, chorei muito. Aprendi que chorar faz bem, alivia... Eu era uma criança e foi muito difícil. Foi muito difícil pensar na minha vida sem a minha mãe mas, felizmente, foi operada e fez quimioterapia. Até junho de 2012, estava tudo a correr pelo melhor até que, em outubro, o meu pai me conta que a minha mãe tem metástases no fémur direito. A minha reação foi pior do que a outra vez. Rebentei num pranto na sala de espera das urgências e senti-me completamente sem chão! Mas sabia que, desta vez, tinha uma nova tarefa: apoiar o meu pai. Ele foi-se totalmente abaixo e eu, com 18 anos, tive que aguentar a minha dor e a dele. Tive medo. Rezei muito, pedi muito a Deus por um "final feliz" e, felizmente, a minha mãe foi operada mais uma vez, realizou tratamentos e encontra-se bem. Hoje, após a consulta de oncologia, recebemos a notícia de que tem nódulos no pulmão e eu sinto-me aterrorizada. Com isto pretendo dizer que o chão foge-nos dos pés mas aprendi a dar valor a coisas muito simples, como sentir o toque da minha mãe. Hoje em dia, sinto um abraço como nunca senti. A minha mãe é a pessoa com mais amor à vida que eu já vi, é o meu orgulho. Muita força para todos e lembrem-se de lutar e da alegria de viver.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Mal eu sabia o que me ia acontecer faz hoje um ano. Tudo começou no início de fevereiro de 2012, primeiro a descoberta do nódulo, o que me deixou logo...Vera Pedro, 34 anos, Mama, 2012Ler mais
  • Tinha 30 anos, uma vida inteira pela frente e a certeza de que iria ver a minha filha, que na altura tinha 2 anos, a crescer. Um dia, no duche, senti um...Ana Marques, 32 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Por mais incrível que pareça, a doença foi-me diagnosticada no mês em que comemoramos a luta contra o cancro da mama... Mas começando pelo início para...Marina, 34 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Olá a todos! No final de 2010, durante um auto-exame da mama detetei um alto bastante volumoso no meu peito direito. A primeira coisa que fiz em janeiro...Raquel Vieira, 31 anos, MamaLer mais
  • Em junho de 1991, depois de uma mamografia, por causa de um pequeno “altinho” na parte inferior da mama esquerda, que teimava em não desaparecer, li no...Gabriela, 57 anos, Mama, 1991Ler mais
  • Conheci o cancro na primeira pessoa há um ano atrás. Há um ano e um mês que convivo diariamente com ele, trato-o por tu, mas recuso-me a deixar que ele...Anita Chouriço, 39 anos, Mama, 2010Ler mais
Apoios & Parcerias