Voltar

Ediléia Marcão

33 anos Linfoma Não Hodgkin, 2008, Amigo
Hoje vivo uma vida normal: tenho 33 anos, estou na faculdade, trabalho e tenho três maravilhosos filhos. Mas, em 2008 (na época tinha 24 anos), descobri um linfoma no timo. Fiz todos os tratamentos de quimioterapia e quando estava a fazer radioterapia descobri uma gestação de gémeos. Hoje o meu filho Davi tem 7 anos. Infelizmente acabei por perder o outro para Deus que me socorre todos os dias, mas posso dizer que não tenho mais vestígios da doença. Nove anos depois ainda tenho mais uma flor com que Deus me abençoou, a Maria. Tenho uma fé inabalável e por isso deixo o seguinte lema: FOCO, FÉ e FORÇA .
 
Voltar

Outros Testemunhos

  • Olá, eu tive um linfoma-marginal no pescoço. No início, foi difícil aceitar o diagnóstico, mas por incrível que possa parecer, as primeiras palavras...luis frazao, 45 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2007Ler mais
  • Lembro-me perfeitamente... Memórias não me faltam... Mas, atualmente, raramente penso nelas... Não sinto necessidade! O meu único objetivo aqui e agora...Susana, 41 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2004Ler mais
  • A minha relação com o cancro remonta a outubro de 2002, tinha na altura 15 anos feitos há pouco tempo e enfrentava um novo mundo com a passagem do ensino...Bruno Ramalho, 25 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2002Ler mais
  • Partilho este capítulo da minha vida com todos aqueles, que no desfolhar do livro das suas vidas, lhes foi diagnosticado um cancro. Palavra que nos abala e...Barbara Machado, 25 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2010Ler mais
  • Em novembro de 2006, após sentir há vários dias um enorme cansaço, realizei várias exames e foi-me diagnosticado um linfoma esplénico (não-Hodgkin)....Isabel, 47 anos, Linfoma Não HodgkinLer mais
  • A 11 de setembro de 1999, após uma entrada no Hospital com uma dor torácica, foi-me diagnosticado, após algumas horas de exames, linfoma não Hodgkin,...Fernanda Malanho, 39 anos, Linfoma Não Hodgkin, 1999Ler mais
Apoios & Parcerias