Voltar

Eugenia Lopes

49 anos Linfoma Não Hodgkin, 1989, Doente
Há 30 anos venci um cancro que estava alojado na nasofaringe. (…)
Consegui vencer o cancro e vou gerindo os efeitos colaterais da radioterapia que são cada vez mais desafiantes para os médicos e para a minha resiliência e determinação.
Onde o comum dos mortais vê problemas, eu vejo desafios.
Nunca deixei que nada nem ninguém, me travasse os objetivos que sempre coloquei a mim própria.
Tenho 49 anos. Não consigo falar, faço oxigenoterapia em permanência, trabalho, estudo, passeio, viajo, conduzo.
Sinto-me uma Mulher completamente realizada, muito feliz por ser quem sou e como sou.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Olá!Ao ler ‘testemunhos’ fico sensibilizada com a vossa coragem…Mas depois fico a pensar que passei pelo mesmo (...) Só que eu não tive...maria regadas, 66 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2010Ler mais
  • Infelizmente não sou testemunha de uma história de coragem, fé, otimismo e perseverança. O meu pai, diagnosticado com Linfoma Não-Hodgkin de células...Teresa Sousa, 28 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2006Ler mais
  • Sou a Ana Margarida Dinis, tenho 37 anos, 2 filhos e uma família fantástica... No meu caso, saber o que era “aquilo que eu tinha” foi um alívio......Ana Dinis, 36 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2012Ler mais
  • Olá, eu tive um linfoma-marginal no pescoço. No início, foi difícil aceitar o diagnóstico, mas por incrível que possa parecer, as primeiras palavras...luis frazao, 45 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2007Ler mais
  • Lembro-me perfeitamente... Memórias não me faltam... Mas, atualmente, raramente penso nelas... Não sinto necessidade! O meu único objetivo aqui e agora...Susana, 41 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2004Ler mais
  • Sou a Dina, tenho 42 anos. Aos 22 anos tive o maior pesadelo da minha vida, sem saber o que me esperava um emagrecimento repentino, um cansaço...Dina Pascoal, 42 anos, Linfoma Não Hodgkin, 1996Ler mais
Apoios & Parcerias