Voltar

Felícia Macedo

22 anos Estômago, Familiar
Faz precisamente hoje 9 anos que perdi a minha mãe para esta doença que mudou por completo a minha vida e da minha família. Lembro-me bem dela, cheia de vida, saudável, activa e com um sorriso contagiante. Até que em meados de Novembro num exame de rotina de ginecologia a médica apercebeu-se que algo não estava bem e encaminhou-a para um médico especialista. Foi-lhe diagnosticado um tumor maligno no estômago, ficou algumas semanas no hospital e voltou a casa, comemorou as Bodas de Prata e no dia de Natal voltou ao hospital.Seguiram-se duas operações, dezoito dias de coma e com o cancro espalhado pelo corpo informaram o meu pai que já não havia esperanças. Acabou por falecer no dia 23 de Fevereiro de 2004.Hoje sou uma pessoa diferente e consciente, agradeço por haverem instituições como a LPCC, o IPO e outros hospitais. Agradeço a todos os profissionais que tratam a doença, aos voluntários e aos investigadores porque acredito que vão descobrir uma cura para esta doença, e quando esse dia chegar vou me sentir muito feliz.Desejo toda a força a quem atravessa e acompanha esta luta, não desanimem, VENÇAM-NO!E para terminar, parecermos saudáveis não significa estarmos saudáveis, não descurem as consultas de rotina nem os exames, tal como se ouve muitas vezes: quanto mais cedo for detectado melhores são as probabilidades.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Janeiro de 2015. A minha mãe já não andava bem há algum tempo, mas disfarçava os sintomas. Odiava médicos,...Tânia, 38 anos, Estômago, 2015Ler mais
  • Recentemente guardei a minha mãe no coração, deixando de a poder ver e estar com ela fisicamente, mas guardo-a comigo todos os dias no meu coração e no...Tamára Sousa, 24 anos, Estômago, 2012Ler mais
  • Na minha família (fora do núcleo de pais, irmãos, sobrinhos) tivemos alguns casos de cancro, sempre vistos a uma distância...Cláudia, 26 anos, Estômago, 2015Ler mais
  • Em março de 2015 fiz uma endoscopia alta ao estômago (...) e fui diagnosticado com um tumor maligno. Fiquei internado 12 dias. Não houve...Pedro Romeiras, 54 anos, Estômago, 2015Ler mais
  • Em abril de 2006, tinha 40 anos, uma gastrite e muito stress na minha vida profissional. O meu médico comunicou-me que eu tinha um tumor maligno...Maria Soares, 49 anos, Estômago, 2006Ler mais
  • Em 2001 foi-me diagnosticado cancro gástrico e, no mesmo ano, fui submetido a uma gastrectomia total. A minha mãe era portadora de Síndrome de Lynch II,...Joaquim Silva, 52 anos, Estômago, 2001Ler mais
Apoios & Parcerias