Voltar

Fernanda Maria Simões

46 anos Mama, 2005, Doente
(...) Estava envolvida num projecto profissional intenso em Lisboa, faltava-me tempo para parar e pensar... Mas estava muito assustada com o nódulo no peito que tinha crescido nos últimos dias e decidi finalmente ir ver o médico de família, com a convicção reforçada de que tinha chegado a hora de fazer a 1ª mamografia aos 40 anos! O médico de família, sentiu o nódulo e reparou no mamilo ligeiramente encovado, diferente do outro, da mama direita. Com um ar preocupado e grave, deu-me uma requisição para a mamografia (...) O médico disse-me que tinha que prosseguir a minha vida como todas as outras. Que o percurso dos tratamentos era longo e penoso, mas tinha que ser forte e acreditar na cura. Disse-me também que devia contar muito com a ajuda da família e amigos e que tinha que começar imediatamente os tratamentos... (...) Estamos condenados a viver o bom e o amor intensamente, mas expostos igualmente a exaltados sacrifícios? (...) Com esta doença, busco a sageza de quem sabe esperar por melhores momentos, para acolher o que o acaso me consagra.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Bom dia. Venho dar coragem a todos os doentes que estão a passar por esta doença sem aviso porque, felizmente, tenho uma tia que teve cancro da mama em...Anonimo, 42 anos, Mama, 2007Ler mais
  • Foi-me diagnosticado cancro em setembro de 2012. Os meus filhos tinham 1 e 2 anos. Tinha acabado de amamentar o meu filho mais novo. Sentia que tinha algo...Paula, 38 anos, Mama, 2012Ler mais
  • Eu tive cancro de mama. Quando soube, foi como se se abrisse um poço sem fundo, mas consegui com a força de amigos e família. Por isso, digo a quem tem...Graciete Santos, 38 anos, Mama, 2011Ler mais
  • A vida parecia correr às mil maravilhas: pessoa saudável, realizada profissionalmente e com vontade de viver. Até que em agosto de 2009 detetei algo...Maria, 49 anos, Mama, 2009Ler mais
  • Caiu uma bomba! Não sei exatamente o dia, sei que era um sábado antes do dia do Pai! Primeiro neguei até conseguir uma confirmação do que vinha no...Joana, 38 anos, Mama, 2015Ler mais
  • Em junho de 1991, depois de uma mamografia, por causa de um pequeno “altinho” na parte inferior da mama esquerda, que teimava em não desaparecer, li no...Gabriela, 57 anos, Mama, 1991Ler mais
Apoios & Parcerias