Voltar

Gisela Reis Marmelo

34 anos Mama, 2005, Doente
Com apenas 28 anos de idade, em agosto de 2005, num autoexame descobri um pequeno caroço que se veio a confirmar ser um carcinoma. Como podem calcular foi um balde de água fria... ou melhor, gelada! Depois dos exames habituais recebi a confirmação a 19 de setembro, no dia em que a minha filhota fazia 3 aninhos... uma data para nunca mais esquecer! Os primeiros momentos foram maus, muito maus... mas a minha família deu-me muito apoio e por eles ergui a cabeça e parti à luta, sempre com um sorriso na cara e a melhor disposição possível. Foi fundamental! Da operação à radioterapia, passando pela tão dolorosa quimioterapia e seus efeitos secundários, penso que passei por tudo com muito medo, mas com a mesma quantidade de positivismo e certeza de que tudo iria passar, tal como afirmou o meu cirurgião na primeira consulta. Hoje, passados quase 6 anos, e agora que começo uma nova fase, quero agradecer a todos os que me estenderam a mão naquele que foi o pior momento da minha vida: aos médicos que me acompanharam, que me lançaram mão e me guiaram num processo tão difícil... não sei o que teria sido sem eles... Obrigado! Ao meu marido e filha que foram a minha âncora... Obrigado! A toda a minha família que sofreu em silêncio mas que esteve sempre presente com incentivo e apoio incondicional... Obrigado! A toda a equipa de cirurgiões e médicos que me acompanharam e continuam a acompanhar... Obrigado! A quem estiver a passar pela mesma situação daqui vai um abraço de coragem e força, para ultrapassar esta fase, que é má, sim, mas que é passageira… Com certeza! Acreditem que “quando Deus fecha uma porta abre logo uma janela”.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Só no ano de 2013, com a ajuda da minha psicóloga, consegui dizer “tive cancro”.Só hoje consigo escrever sobre o assunto, esperando que o meu...Maria DIAS, 55 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Embora seja uma jovem, talvez um pouco inconsciente, vivi uma situação muito perturbadora e desgastante emocionalmente com a minha tia, portadora do...Maria Ferreira, 19 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Olá! Sei que não estou só, sou uma de muitas... é espantosa a solidariedade entre as mulheres com cancro de mama! Quero aqui dizer que enfrentei o meu...Maria, 45 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Chamo-me César e porque acho ter chegado a altura, gostaria de deixar o meu testemunho / homenagem relativamente à luta de uma "mulher...César Azevedo, 60 anos, Mama, 2015Ler mais
  • Quero deixar o meu testemunho porque o acho importante. Sou uma pessoa muito cuidadosa, com a saúde dos meus e com a minha. Quando em abril de 1984...Belém Bispo, 67 anos, Mama, 1985Ler mais
  • Convivo com esta doença já há muito. Primeiro uma tia mas não tive muito contacto, depois uns anos mais tarde o meu pai eu...Helena Carreiro, 52 anos, Mama, 2016Ler mais
Apoios & Parcerias