Voltar

Gisela Reis Marmelo

34 anos Mama, 2005, Doente
Com apenas 28 anos de idade, em agosto de 2005, num autoexame descobri um pequeno caroço que se veio a confirmar ser um carcinoma. Como podem calcular foi um balde de água fria... ou melhor, gelada! Depois dos exames habituais recebi a confirmação a 19 de setembro, no dia em que a minha filhota fazia 3 aninhos... uma data para nunca mais esquecer! Os primeiros momentos foram maus, muito maus... mas a minha família deu-me muito apoio e por eles ergui a cabeça e parti à luta, sempre com um sorriso na cara e a melhor disposição possível. Foi fundamental! Da operação à radioterapia, passando pela tão dolorosa quimioterapia e seus efeitos secundários, penso que passei por tudo com muito medo, mas com a mesma quantidade de positivismo e certeza de que tudo iria passar, tal como afirmou o meu cirurgião na primeira consulta. Hoje, passados quase 6 anos, e agora que começo uma nova fase, quero agradecer a todos os que me estenderam a mão naquele que foi o pior momento da minha vida: aos médicos que me acompanharam, que me lançaram mão e me guiaram num processo tão difícil... não sei o que teria sido sem eles... Obrigado! Ao meu marido e filha que foram a minha âncora... Obrigado! A toda a minha família que sofreu em silêncio mas que esteve sempre presente com incentivo e apoio incondicional... Obrigado! A toda a equipa de cirurgiões e médicos que me acompanharam e continuam a acompanhar... Obrigado! A quem estiver a passar pela mesma situação daqui vai um abraço de coragem e força, para ultrapassar esta fase, que é má, sim, mas que é passageira… Com certeza! Acreditem que “quando Deus fecha uma porta abre logo uma janela”.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Em Novembro 2016 e sem sequer imaginar o que estaria por vir deparei-me com um diagnóstico devastador... Estava sozinha só eu e a...Elisabete Duarte, 41 anos, Mama, 2016Ler mais
  • Sorrir para a vida! A minha história resume-se às seguintes palavras: força, fé, coragem, determinação, amor, amizade, esperança, sorriso e vida. Sou...Ana Morais, 45 anos, Mama, 2007Ler mais
  • Conheci o cancro na primeira pessoa há um ano atrás. Há um ano e um mês que convivo diariamente com ele, trato-o por tu, mas recuso-me a deixar que ele...Anita Chouriço, 39 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Tenho 38 anos acabados de fazer e fiz há menos de um mês mastectomia radical. Vou fazer quimioterapia. Tenho medo! Sinto revolta! Não...Raquel Almeida, 38 anos, Mama, 2016Ler mais
  • Em outubro de 2011, o meu mundo foi abalado com a palavra que mais temia desde criança: cancro na mama. A minha madrinha e a minha mãe faleceram há mais...Sónia Pereira, 35 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Fui mãe recentemente, um bebé muito desejado por mim e pelo meu marido. Eu tinha uma má formação nos órgãos femininos que me colocava alguns entraves...Isabel Patricia, 29 anos, Mama, 2010Ler mais
Apoios & Parcerias