Porque quem precisa, precisa de nós!

Contribua com o seu donativo
Voltar

Irene Silva

47 anos Mama, 2008, Familiar
Perdi a minha irmã em outubro de 2010, com 37 anos. Certamente não é um caso de sucesso como gostaria de partilhar mas a vida, infelizmente, não é só feita de coisas boas e não podemos passar ao lado das más, temos sim que crescer com elas e, acima de tudo, saber que temos muito para dar quando precisam de nós. É verdade que quem mais sofre é quem está doente mas quem está ao lado também nunca esquece uma experiência dessas. Temos que ultrapassar porque quem está doente precisa de uma palavra de incentivo, de força, de amor e, acima de tudo, de esperança. Pensamos sempre que damos pouco mas se todos contribuírem, tudo ajuda. Dou muito valor ao voluntariado, bem-haja! A todos os doentes oncológicos, nunca percam a esperança e lutem, lutem e lutem porque nem sempre a luta é inglória.
Voltar

Outros Testemunhos

  • E um dia tudo muda... Estudava para um teste de psicologia quando a minha mãe entrou em casa de olhos baixos, era qualquer coisa, não sabia bem, vieram as...Sandra Jorge, 34 anos, Mama, 1995Ler mais
  • Tinha 30 anos, uma vida inteira pela frente e a certeza de que iria ver a minha filha, que na altura tinha 2 anos, a crescer. Um dia, no duche, senti um...Ana Marques, 32 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Em 2006, quando eu tinha 12 anos, a minha mãe deu-me a notícia de que tinha cancro da mama. Eu só soube trancar-me no quarto a chorar, chorei muito....Daniela Pereira, 19 anos, Mama, 2006Ler mais
  • Olá! Sei que não estou só, sou uma de muitas... é espantosa a solidariedade entre as mulheres com cancro de mama! Quero aqui dizer que enfrentei o meu...Maria, 45 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Foi-me diagnosticado cancro da mama triplo negativo (…). A fase do diagnóstico foi terrível mas percebi que a solução era...Claudia Gonçalves, 46 anos, Mama, 2018Ler mais
  • Com 39 anos, sem saber porquê, sem sequer ter feito mamografias, fiz uma mastectomia radical a um peito. Hoje passados 34 anos aqui estou bem graças a...Maria gambino, 72 anos, Mama, 1979Ler mais
Apoios & Parcerias