Voltar

Isabel Patricia

29 anos Mama, 2010, Doente
Fui mãe recentemente, um bebé muito desejado por mim e pelo meu marido. Eu tinha uma má formação nos órgãos femininos que me colocava alguns entraves à gravidez. Mas engravidei logo no primeiro mês de tentativa, tive uma gravidez normalíssima. Até que chegou o dia da cesariana. O Martim nasceu perfeitinho "lindo de morrer" e cheio de saúde. Quando ia dar-lhe mama, pela primeira vez, a enfermeira notou algo estranho. Chamou a obstetra, previa-se que fosse uma mastite precoce, no entanto fui fazer uma ecografia mamária, assim como um biópsia. Passados alguns dias saiu o resultado: cancro da mama - o mundo caiu pra mim e, questionei-me “porquê agora?” O meu bebé tinha uma semana e eu estava em queda livre e em choque...Nesse mesmo dia falei com o cirurgião que me marcou logo uma consulta de grupo no centro oncológico, para o dia seguinte, uma tac, mais uma biópsia... Enfim, tudo começou a ser tratado nessa mesma semana. Coloquei o cateter um dia antes do Natal e fiz o meu 1º tratamento de quimioterapia. Neste momento, ainda não terminei os ciclos de quimioterapia, nem fiz a cirurgia... Para já esta a correr tudo bem e estou a lutar contra esta doença horrível, com todas as minhas forças… Pelo meu filho, pelo meu marido, pelos meus pais, irmã e amigos... Por todos os que acreditam em mim! Espero que este testemunho sirva para dar alento nesta luta terrível... Muita força!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Em fevereiro de 2011, foi-me diagnosticado cancro da mama. Nunca pela cabeça me passou que iria morrer, não podia, tenho duas filhas e um marido...Ana Rosa, 44 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Todas as noites visito esta página para, de alguma forma, não me sentir só neste sofrimento que é perder a mãe (a melhor do mundo) com esta doença...Sara, 43 anos, Mama, 2014Ler mais
  • E um dia tudo muda... Estudava para um teste de psicologia quando a minha mãe entrou em casa de olhos baixos, era qualquer coisa, não sabia bem, vieram as...Sandra Jorge, 34 anos, Mama, 1995Ler mais
  • Foi em 2006 que foi diagnosticado à minha mãe um cancro maligno da mama. O choque da notícia foi enorme mas com muito apoio da minha parte, ela superou...Vera Pereira, 29 anos, Mama, 2006Ler mais
  • Pois é minhas amigas. Não desanimar é a principal terapia. Depois de um dia complicado de trabalhos em casa, enquanto tomava um banhinho, reparei que na...ana barroco, 49 anos, Mama, 2009Ler mais
  • Neste meu testemunho não é minha intenção descrever os medos, as angústias, os receios ou o desânimo que por vezes teimam em nos perseguir. Tenho por...Maria Peixoto, 37 anos, Mama, 2010Ler mais
Apoios & Parcerias