Voltar

Joana Gil

31 anos Colo-Rectal (Intestino), 2019, Doente
Na véspera de completar 29 anos recebo o diagnóstico de um tumor "raro" metastizado com origem desconhecida. Foi talvez o momento mais delicado da minha vida. Sozinha vivi as horas mais difíceis mas também de puro crescimento e transformação. A minha fé foi colocada à prova. A minha força e coragem evidenciaram-se. Não imaginava a força que tinha dentro de mim. Nem todos os dias foram fáceis, aliás, quem vive uma doença como esta sabe que o percurso desde o primeiro momento é penoso mas, estou aqui, hoje, dois anos e meio depois, sem manifestação de doença aparente. Fui submetida a tratamentos difíceis, a uma cirurgia abdominal invasiva e muito delicada em plena pandemia covid-19, mas graças a Deus, hoje, tenho qualidade de vida. Ainda me estou a reencontrar comigo própria, a procurar a minha verdadeira essência e alcançar o meu propósito de vida. Após o período mais difícil de doença, ficamos com urgência em viver a vida que nos faz sentido. Sinto-me feliz pelo caminho já percorrido, por ter recuperado a minha saúde, por ter sido capaz de suportar todas as adversidades próprias da doença e ter-me mantido firme, de pé, sem nunca ter baixado os braços. Nunca desistam independentemente do que Vos possam dizer, acreditem sempre em Vós, na Vossa força e determinação e principalmente na ajuda Divina, naquele que é o verdadeiro médico, Jesus e Nosso Pai Maior. Tudo é possível, e acreditem, nunca estamos sozinhos.
Um abraço a todos.
 
Voltar

Outros Testemunhos

  • Em outubro de 2002, tinha 40 anos e comecei a ter fortes dores abdominais. Fui vista por médicos que suspeitaram de gastrite. Fiz uma ecografia que nada...Teresa André, 50 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2002Ler mais
  • Sou o Vítor e, com 32 anos, foi-me diagnosticado cancro colo-rectal, a incidência estava localizada a 4 cm do anel rectal ou esfíncter, e a previsão...Vitor Silva, 34 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2010Ler mais
  • O meu testemunho não tem um final feliz, mas não queria deixar de homenagear a coragem de um pai que mesmo contra todos os diagnósticos nunca acreditou...Andreia Pires, 29 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2010Ler mais
  • Olá, chamo-me Solange e venho falar do meu pai que foi doente oncológico. Foram dois anos de muita luta, tenho poucas palavras para exprimir, ou saber...solange vaz, 32 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2009Ler mais
  • Fez no passado dia 1 de Abril 6 meses que, tanto eu como a minha família tomámos conhecimento da notícia mais inesperada e triste que...Fábio Pereira, 24 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2015Ler mais
  • Em setembro de 2009 foi-me diagnosticado cancro no intestino, depois de muitos dias de internamento no hospital (...). Em novembro do mesmo ano fui...Celina Rodrigues, 53 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2009Ler mais
Apoios & Parcerias