Voltar

Lara Castro

21 anos Sarcoma, 2008, Familiar
Tive oportunidade de ler os testemunhos publicados nesta página e identifiquei-me com vários exemplos, pelo que não resisti em falar sobre toda a situação que vivi indiretamente. Neste caso, o meu pai foi vítima. Em 2008 uma borbulha na face, no lado esquerdo, suscitou interrogações e dúvidas do porquê daquele “alto” na cara. O meu pai (Francisco) deslocou-se ao médico de família. Houve um sobressalto. Mandou-o realizar exames, nomeadamente uma TAC, biópsia, etc. Foi-lhe diagnosticado um carcinoma - sarcoma maligno na parótida. Recordo-me perfeitamente do dia em que soube a notícia. Tinha na altura 18 anos. Chorei. Sempre pensei que o cancro era uma doença que acontecia aos outros. Aconteceu à pessoa que mais amo. O meu pai, informando-se nos melhores médicos, foi internado no hospital. Removeram o tumor. Meses depois disseram que estava curado. Em 2009 o meu pai descobre que o cancro voltou. E, novamente foi submetido a uma cirurgia, com uma nova equipa no IPO. O cancro foi removido. Em 2010 a cara do meu pai inchou. Realizou novamente exames. O cancro voltou. Foi novamente operado. Desta vez, foi submetido a tratamentos de quimioterapia e radioterapia pela primeira vez. Acompanhei-o todos os dias. É doloroso. Eu chorava, sozinha. Rezava para que chegasse o dia em que aquele horror terminasse. Terminou os tratamentos em novembro. Já realizou exames. Há 2 semanas, o meu pai soube que estava tudo bem. O cancro não escolhe pessoas: é uma doença silenciosa. Deste modo, quero salientar que o meu pai é a pessoa mais forte que conheço. Fé, amor, luta, esperança e família, são as principais fontes de motivação. Hoje o meu pai está bem. Apoiou-se nos 4 filhos que ama, numa mulher que o acompanhou todos os dias e todos os amigos dispostos a ajudá-lo. Há sempre esperança.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Não gosto da palavra cancro, é uma palavra muito negativa. Para mim o sinónimo de cancro não é morte, sofrimento, dor, mas sim esperança, vontade de...Mário Fernandes, 30 anos, Sarcoma, 2002Ler mais
  • Corria o ano de 2009 quando foi diagnosticado osteosarcoma no pulso ao meu namorado. Quando recebemos uma notícia destas ficamos em choque e sem saber que...ana, 27 anos, SarcomaLer mais
  • Olá! Poderia começar por dizer: "Olá, sou o Marco! Tenho 28 anos...", estas coisas assim. Mas não. Não estou aqui para isso. Estou aqui para vos dar...Marco Teixeira, 28 anos, Sarcoma, 1996Ler mais
  • Olá! O meu nome é Linda Teles e tenho 28 anos. Sou doente oncológica desde os meus 13 anos, embora os sintomas se tenham iniciado quando tinha 8. Tenho...Linda Teles, 28 anos, Sarcoma, 1996Ler mais
  • Tinha 9 anos quando me foi diagnosticado um sarcoma de Ewing. É um cancro ósseo que surge em crianças entre os 7 e os 10 anos. O meu caso foi no fémur...Sara Pinheiro, 34 anos, Sarcoma, 1986Ler mais
Apoios & Parcerias