Voltar

Mafalda

30 anos Colo-Rectal (Intestino), 2008, Doente
Foi-me diagnosticado um adenocarcinoma no colón, no dia 1 de setembro de 2008, tinha 28 anos! Fiquei em estado de choque, nós pensamos sempre que acontece aos outros e nunca a nós! Não contei a ninguém durante duas semanas. Tive que interiorizar primeiro a notícia, tinha que conseguir dizer sem chorar! O processo de cura foi rápido, em outubro fui operada e com sucesso! A 5 de dezembro tive a primeira sessão de quimioterapia, tive náuseas, os dedos dormentes, o cabelo não caiu mas ficou muito fraco! O previsto era fazer 12 sessões de quimioterapia, mas só fiz 10! A última sessão foi a 7 de junho de 2009. Lembro-me das datas porque, para mim, são as minhas outras datas de nascimento, em que tive uma segunda oportunidade de Viver! O cancro é um inimigo silencioso que ataca sem darmos conta e que não escolhe idades! A prevenção é a melhor arma! Não devemos partir para a luta sozinhos! O apoio é importante, eu tive-o! Depois desde período da minha vida comecei a dar mais valor às pessoas e às pequenas coisas! Lembro-me que passada uma semana, depois do oncologista me dizer que não precisava de fazer mais sessões de quimioterapia, vi fogo de artifício e chorei. Uma coisa tão banal, mas para mim tinha grande significado. Agradeço aos meus pais, irmãos e aos meus amigos que nunca me deixaram sós! Choraram comigo quando souberam e riram comigo quando terminei os tratamentos! Continuo a afirmar, a prevenção é a melhor arma! Se eu tivesse feito exames não teria chegado aquele ponto.Força, era a palavra que nós, os doentes do hospital de dia, dizíamos uns aos outros antes de começar e depois de acabar o tratamento! Hoje é o meu lema para tudo, força...
Voltar

Outros Testemunhos

  • Boa noite. Por vezes pensamos que nada nos acontece ou a um familiar mas o cancro não escolhe idades, género, religião... e quando vem abala tudo e...Vânia Marques, 26 anos, Colo-Rectal (Intestino)Ler mais
  • Fui ao médico por causa de uma constipação no dia 27 de Outubro de 2008 e duas horas depois foi-me confirmado cancro colorretal. Não tinha sintomas e...Anónimo, 55 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2008Ler mais
  • No ano de 2008 foi diagnosticado um cancro da mama à minha mãe. Quando a minha irmã me contou eu não queria acreditar... Chorei!! Seguiram-se exames,...Tania, 23 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2010Ler mais
  • Em maio de 2011, o mundo caiu em cima da minha cabeça, os meus pés ficaram sem chão, foi diagnosticado um cancro colo-rectal à minha mãe, com...Lara, 40 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2011Ler mais
  • O meu Pai (Comandante reformado da Marinha) era um jovem de 63 anos muito bem disposto, divertido, gostava de aproveitar a vida, fazia desporto, passeava os...Frederica Lima, 26 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2012Ler mais
  • O meu Pai foi diagnosticado aos 56 anos, num dia de festa que deveria ter sido muito feliz. Chorei (choramos) tudo o que havia para chorar naquele dia e...Teresa, 31 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2011Ler mais
Apoios & Parcerias