Voltar

Margarida Mendes

17 anos Linfoma Não Hodgkin, 2015, Familiar
Olá a todos! Soube mais ou menos há cerca de um mês que o meu avô tem cancro. Desde o início desta luta que estou ao lado dele, todos os dias. O meu avô, sentindo um nódulo no pescoço, deslocou-se logo ao centro de saúde. O médico mandou logo fazer análises e exames a tudo, dos pés à cabeça. Como homem inteligente que é, embora não sabendo uma única letra, soube logo o que o destino tinha guardado para ele. Imediatamente nos disse e todos nós, cá em casa, ficámos devastados; mas os dias seguiram-se e foi encaminhado para o IPO, onde o tratam impecavelmente. O diagnóstico chegou e é um Linfoma não-hodgkin. Começou os ciclos de quimioterapia, hoje foi o primeiro tratamento. Muitos se seguirão mas juntos estaremos cá para tudo. Todos os dias falo com ele, estou com ele, rio-me com ele. O meu avô é uma pessoa linda por dentro e por fora, merece que estejamos ao lado dele. Estamos no princípio, ainda falta muita batalha pela frente, mas venceremos. Não há coisa que eu deseje mais no mundo que do essa vitória!Por isso, muita força, coragem, acreditem que é possível. Força a todos! Acreditem!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Há 30 anos venci um cancro que estava alojado na nasofaringe. (…)Consegui vencer o cancro e vou gerindo os efeitos colaterais da...Eugenia Lopes, 49 anos, Linfoma Não Hodgkin, 1989Ler mais
  • Infelizmente não sou testemunha de uma história de coragem, fé, otimismo e perseverança. O meu pai, diagnosticado com Linfoma Não-Hodgkin de células...Teresa Sousa, 28 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2006Ler mais
  • Aos 15 dias do mês de janeiro o meu familiar teve uma forte dor abdominal. Após várias idas às urgências, pensando...Sofia, 26 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2019Ler mais
  • Sou a Ana Margarida Dinis, tenho 37 anos, 2 filhos e uma família fantástica... No meu caso, saber o que era “aquilo que eu tinha” foi um alívio......Ana Dinis, 36 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2012Ler mais
  • Antes de mais, deixem-me apresentar-me.Chamo-me Gabriela, tenho 26 anos e há mais de um ano a vida desafiou-me: mudei a fisionomia, mudei o cabelo,...Gabriela Fonseca, 26 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2016Ler mais
  • Partilho este capítulo da minha vida com todos aqueles, que no desfolhar do livro das suas vidas, lhes foi diagnosticado um cancro. Palavra que nos abala e...Barbara Machado, 25 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2010Ler mais
Apoios & Parcerias