Voltar

Maria

54 anos Mama, 2006, Doente
Foi-me diagnosticado um cancro de mama há 5 anos num exame de rotina - mamografia e ecografia - que faço regularmente desde os 39 anos. Parecia bizarro, tinha estado há 4 meses no ginecologista e tudo estava aparentemente bem... A nadar na piscina, apercebi-me que a mama estava ligeiramente mais dura e fui de imediato fazer o exame, mesmo em data anterior ao pedido. A médica informou-me que havia ali alguma anomalia que seria necessário confirmar com realização de biópsia e com o maior profissionalismo e empenho entregou-me de imediato o relatório e marcou-me a biópsia. Confirmou-se a existência de Carcinoma. Rapidamente recolhi opiniões, escolhi o cirurgião, fui operada dali a uma semana - foi feita uma tumorectomia, com esvaziamento axial, conservando a mama, portanto, e por questões de prudência, fiz radioterapia, que correu lindamente. Neste momento ainda estou a fazer hormonoterapia e estou ótima, com tudo controlado e sem edema no braço, porque obedeço fielmente ao meu médico. Devo confessar que acreditei sempre que tudo iria correr bem porque merecia e isso foi uma ajuda excelente, para além de alguma força superior, da família e amigos, como é óbvio. Cada caso é um caso, mas aconselho basicamente o seguinte: “agir o mais rapidamente possível e de uma forma racional, não ficar assustada com a palavra cancro, é uma doença tratável; acreditar no médico ou equipa escolhida sem se dispersar e, por último, resistir sempre e nunca desistir. Em suma, tratar-se e manter-se vigilante - porque o cancro vai provavelmente visitar-nos um dia a todos, só não sabemos quando as células deixam de ir à escola...
Voltar

Outros Testemunhos

  • Em abril de 2010 começou a jornada de exames que culminou em dezembro desse ano com o diagnóstico de cancro da mama. Quando a médica me disse que tinha...Paula Guerra, 39 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Exercendo a profissão de Professora do 1º Ciclo do Ensino Básico na minha aldeia, sempre realizei os exames de rotina no período de férias, a fim de...Maria Ferreira, 55 anos, Mama, 2004Ler mais
  • Convivo com esta doença já há muito. Primeiro uma tia mas não tive muito contacto, depois uns anos mais tarde o meu pai eu...Helena Carreiro, 52 anos, Mama, 2016Ler mais
  • Em julho de 2007 foi-me diagnosticado um cancro de mama. No dia do meu aniversário, 11-08-2007, o meu marido pediu-me em casamento à minha filha....Helena Pereira, 48 anos, Mama, 2007Ler mais
  • Em junho de 1991, depois de uma mamografia, por causa de um pequeno “altinho” na parte inferior da mama esquerda, que teimava em não desaparecer, li no...Gabriela, 57 anos, Mama, 1991Ler mais
  • A minha história será mais uma aqui apresentada. Mas tenho fé e quero acreditar que tudo vai correr bem comigo e com o meu bebé. Estou grávida de 13...Maria Enes, 29 anos, Mama, 2014Ler mais
Apoios & Parcerias