Voltar

Maria

54 anos Mama, 2006, Doente
Foi-me diagnosticado um cancro de mama há 5 anos num exame de rotina - mamografia e ecografia - que faço regularmente desde os 39 anos. Parecia bizarro, tinha estado há 4 meses no ginecologista e tudo estava aparentemente bem... A nadar na piscina, apercebi-me que a mama estava ligeiramente mais dura e fui de imediato fazer o exame, mesmo em data anterior ao pedido. A médica informou-me que havia ali alguma anomalia que seria necessário confirmar com realização de biópsia e com o maior profissionalismo e empenho entregou-me de imediato o relatório e marcou-me a biópsia. Confirmou-se a existência de Carcinoma. Rapidamente recolhi opiniões, escolhi o cirurgião, fui operada dali a uma semana - foi feita uma tumorectomia, com esvaziamento axial, conservando a mama, portanto, e por questões de prudência, fiz radioterapia, que correu lindamente. Neste momento ainda estou a fazer hormonoterapia e estou ótima, com tudo controlado e sem edema no braço, porque obedeço fielmente ao meu médico. Devo confessar que acreditei sempre que tudo iria correr bem porque merecia e isso foi uma ajuda excelente, para além de alguma força superior, da família e amigos, como é óbvio. Cada caso é um caso, mas aconselho basicamente o seguinte: “agir o mais rapidamente possível e de uma forma racional, não ficar assustada com a palavra cancro, é uma doença tratável; acreditar no médico ou equipa escolhida sem se dispersar e, por último, resistir sempre e nunca desistir. Em suma, tratar-se e manter-se vigilante - porque o cancro vai provavelmente visitar-nos um dia a todos, só não sabemos quando as células deixam de ir à escola...
Voltar

Outros Testemunhos

  • Olá, sou a Vânia e espero que com o meu testemunho possa ajudar algumas pessoas! Numa manhã, quando me espreguiçava ao sair da cama encontrei um papinho...VANIA FERREIRA, 28 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Com apenas 36 anos de idade e com 2 filhas pequenas (uma com 6 anos e outra com quase 2) foi-me diagnosticado um cancro da mama. A minha maior dor foi...Sandra Santos, 45 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Olá. Eu também já lutei contra o cancro da mama, hoje sou uma vencedora pois já passaram 5 anos e dia 23 soube da grande notícia: já fazia parte do...Anónimo, 47 anos, Mama, 2007Ler mais
  • Aprendi, durante o tempo em que estive doente, que cancro não é sinónimo de morte, mas sim sinónimo de luta!Apesar de ficarmos curadas, nunca mais...Custódia Esturra, 43 anos, Mama, 1995Ler mais
  • Poupo-vos os detalhes, o susto, o sofrimento, enfim tudo aquilo por que passam todos os que são confrontados com um qualquer tipo de cancro. A minha...anónimo, 55 anos, Mama, 2009Ler mais
  • Em 2003 fui surpreendida com um cancro da mama, mas posso dizer que além do choque existia uma leve calma. Fui operada três vezes em apenas 4 meses. Tive...Manuela Moreira, 49 anos, Mama, 2003Ler mais
Apoios & Parcerias