Voltar

Maria

49 anos Mama, 2009, Doente
A vida parecia correr às mil maravilhas: pessoa saudável, realizada profissionalmente e com vontade de viver. Até que em agosto de 2009 detetei algo estranho na mama esquerda. Apesar de todos os anos fazer exames de rotina e o resultado ser sempre bom, eis que surge a suspeita… exames e mais exames, biópsia até chegar a derradeira notícia: tumor maligno. O mundo desabou sobre mim. Muitas lágrimas caíram pela minha cara. O choque da notícia é devastador. Mas com a força que Deus me deu consegui ganhar forças para me agarrar á vida. Em novembro fiz a mastectomia, seguiram-se os tratamentos de quimioterapia e radioterapia. Apesar de ter dias menos bons, pois o sentimento de revolta que se instalava em mim deitava-me abaixo, consegui ultrapassar a fase dos tratamentos bem-disposta. Estou a fazer análises/exames de 3 em 3 meses e até hoje as coisas parecem estar bem. Amanhã logo se vê... Passou a ser um dia de cada vez. Tenho a certeza que nunca mais irei ser o que era. Apesar de na altura de fazer exames andar muito ansiosa e nervosa, pois o saber dos resultados é complicado, espero que Deus continue a dar-me a força que necessito e que proteja todos o que estão ou já passaram por esta fase menos boa da vida. Bem-haja a todos. Juntos temos que “o vencer”. Vamos tentar ser felizes.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Olá! Sei que não estou só, sou uma de muitas... é espantosa a solidariedade entre as mulheres com cancro de mama! Quero aqui dizer que enfrentei o meu...Maria, 45 anos, Mama, 2010Ler mais
  • (...) Estava envolvida num projecto profissional intenso em Lisboa, faltava-me tempo para parar e pensar... Mas estava muito assustada com o nódulo no...Fernanda Simões, 46 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Conheci o cancro na primeira pessoa há um ano atrás. Há um ano e um mês que convivo diariamente com ele, trato-o por tu, mas recuso-me a deixar que ele...Anita Chouriço, 39 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Em outubro de 2010 deixei de tomar a pílula para ter outro filhote. Passados alguns dias, no meu trabalho, que era ser operadora de ordenha, senti uma dor...SOFIA FERNANDES, 30 anos, Mama, 2011Ler mais
  • No dia em que recebi a confirmação médica senti várias emoções como tristeza, medo, revolta... Parecia que o mundo...Laura Moreira, 55 anos, Mama, 2017Ler mais
  • Olá a todos! Não é fácil para mim ainda hoje falar nesta maldita doença. Mas tenho a dizer que a medicina e os Hospitais...Anónimo, 46 anos, Mama, 2010Ler mais
Apoios & Parcerias