Voltar

Maria

49 anos Mama, 2009, Doente
A vida parecia correr às mil maravilhas: pessoa saudável, realizada profissionalmente e com vontade de viver. Até que em agosto de 2009 detetei algo estranho na mama esquerda. Apesar de todos os anos fazer exames de rotina e o resultado ser sempre bom, eis que surge a suspeita… exames e mais exames, biópsia até chegar a derradeira notícia: tumor maligno. O mundo desabou sobre mim. Muitas lágrimas caíram pela minha cara. O choque da notícia é devastador. Mas com a força que Deus me deu consegui ganhar forças para me agarrar á vida. Em novembro fiz a mastectomia, seguiram-se os tratamentos de quimioterapia e radioterapia. Apesar de ter dias menos bons, pois o sentimento de revolta que se instalava em mim deitava-me abaixo, consegui ultrapassar a fase dos tratamentos bem-disposta. Estou a fazer análises/exames de 3 em 3 meses e até hoje as coisas parecem estar bem. Amanhã logo se vê... Passou a ser um dia de cada vez. Tenho a certeza que nunca mais irei ser o que era. Apesar de na altura de fazer exames andar muito ansiosa e nervosa, pois o saber dos resultados é complicado, espero que Deus continue a dar-me a força que necessito e que proteja todos o que estão ou já passaram por esta fase menos boa da vida. Bem-haja a todos. Juntos temos que “o vencer”. Vamos tentar ser felizes.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Todas as noites visito esta página para, de alguma forma, não me sentir só neste sofrimento que é perder a mãe (a melhor do mundo) com esta doença...Sara, 43 anos, Mama, 2014Ler mais
  • A todos aqueles que percorreram o caminho mais sinuoso do mundo... A todos aqueles que o estão a percorrer... A todos aqueles que o irão percorrer......Adília Carvalho, 50 anos, Mama, 1997Ler mais
  • Exercendo a profissão de Professora do 1º Ciclo do Ensino Básico na minha aldeia, sempre realizei os exames de rotina no período de férias, a fim de...Maria Ferreira, 55 anos, Mama, 2004Ler mais
  • Em Novembro 2016 e sem sequer imaginar o que estaria por vir deparei-me com um diagnóstico devastador... Estava sozinha só eu e a...Elisabete Duarte, 41 anos, Mama, 2016Ler mais
  • Descobri dia 13 de março de 2019 que tinha um carcinoma invasivo (…). Fiquei e ainda estou de rastos. (…) mas penso que é uma...Carolina, 29 anos, Mama, 2019Ler mais
  • 1 de junho de 1999, dia da criança. Foi na brincadeira com as minhas filhas que uma delas me tocou no peito e me doeu. Apalpei de imediato o local e...Isabel, 56 anos, Mama, 2001Ler mais
Apoios & Parcerias