Voltar

Maria

45 anos Mama, 2010, Doente
Olá! Sei que não estou só, sou uma de muitas... é espantosa a solidariedade entre as mulheres com cancro de mama! Quero aqui dizer que enfrentei o meu cancro na mama sem nunca pensar no pior. Ainda estou em tratamento mas sempre acreditei que é para ficar bem, embora com algumas limitações. Confio em mim e na força que advém de todos os que me rodeiam: a família, os amigos, os colegas e os profissionais de saúde. O cancro não mudou a minha forma de estar na vida mas mudou, para melhor, o meu relacionamento com os outros e aumentou a minha fé em Deus, que para mim é a força espiritual que nos move, uma espécie de “instinto de sobrevivência” que nos faz agarrar à vida. Tenho cancro mas não me revoltei, estou a fazer o que é necessário para tratá-lo e vou seguir em frente. Porque preciso estar viva para os que precisam de mim. E lutar pela vida é um dever. Um abraço a todas.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Com apenas 28 anos de idade, em agosto de 2005, num autoexame descobri um pequeno caroço que se veio a confirmar ser um carcinoma. Como podem calcular foi...Gisela Marmelo, 34 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Em fevereiro de 2007 foi-me diagnosticado um cancro de mama. Depois da biópsia veio o resultado, o que eu mais receava, o chão a fugir dos pés, o medo...Elsa Pinto, 40 anos, Mama, 2007Ler mais
  • Pediram-me para dar testemunho da minha caminhada, eu diria da travessia do deserto. Ao longo deste percurso experimentamos todas as transformações, quer...António Tinoco, 56 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Conheci o cancro na primeira pessoa há um ano atrás. Há um ano e um mês que convivo diariamente com ele, trato-o por tu, mas recuso-me a deixar que ele...Anita Chouriço, 39 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Sete de janeiro de 2010, dez horas e trinta e nove, faz exatamente um ano hoje, em que eu estava numa sala (batizei a minha sala de spa) a fazer a minha...ISABEL CARDINAL, 38 anos, Mama, 2009Ler mais
  • Caiu uma bomba! Não sei exatamente o dia, sei que era um sábado antes do dia do Pai! Primeiro neguei até conseguir uma confirmação do que vinha no...Joana, 38 anos, Mama, 2015Ler mais
Apoios & Parcerias