Voltar

Maria

45 anos Mama, 2010, Doente
Olá! Sei que não estou só, sou uma de muitas... é espantosa a solidariedade entre as mulheres com cancro de mama! Quero aqui dizer que enfrentei o meu cancro na mama sem nunca pensar no pior. Ainda estou em tratamento mas sempre acreditei que é para ficar bem, embora com algumas limitações. Confio em mim e na força que advém de todos os que me rodeiam: a família, os amigos, os colegas e os profissionais de saúde. O cancro não mudou a minha forma de estar na vida mas mudou, para melhor, o meu relacionamento com os outros e aumentou a minha fé em Deus, que para mim é a força espiritual que nos move, uma espécie de “instinto de sobrevivência” que nos faz agarrar à vida. Tenho cancro mas não me revoltei, estou a fazer o que é necessário para tratá-lo e vou seguir em frente. Porque preciso estar viva para os que precisam de mim. E lutar pela vida é um dever. Um abraço a todas.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Antes de mais, olá a todas(os)! Quero deixar o meu testemunho para que saibam que pensamento positivo e atitude positiva podem e fazem a diferença! Nunca...Verónica Domingos, 25 anos, Mama, 2013Ler mais
  • Olá! Venho contar a história da minha mãe, que é a pessoa mais corajosa que eu conheço. Eu tinha 15 anos e a minha irmã 10 ou 11 anos, quando a minha...simone nunes, 27 anos, Mama, 1999Ler mais
  • Por mais incrível que pareça, a doença foi-me diagnosticada no mês em que comemoramos a luta contra o cancro da mama... Mas começando pelo início para...Marina, 34 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Tenho 37 anos e foi-me diagnosticado cancro da mama. Inicialmente o pânico apoderou-se de mim. Mas hoje estou pronta para lutar e sei que vou vencer....Carla, 37 anos, Mama, 2013Ler mais
  • Tenho cancro da mama, diagnosticado há cerca de um ano. Acho muito importante a partilha de experiências, pois muitas das vezes aqueles que nunca viveram...Isa, 46 anos, Mama, 2011Ler mais
  • A vida parecia correr às mil maravilhas: pessoa saudável, realizada profissionalmente e com vontade de viver. Até que em agosto de 2009 detetei algo...Maria, 49 anos, Mama, 2009Ler mais
Apoios & Parcerias