Voltar

Maria

55 anos Mama, 2010, Familiar
Quando estamos perante o diagnóstico de cancro, em nós ou nos nossos entes queridos, tudo à nossa volta parece desmoronar-se e subitamente sentimo-nos perdidos no meio da tempestade, algures no deserto. O grande milagre é acreditar que vamos conseguir ter força para sair dali. Temos emergência em encontrar alguém (talvez um anjo) que nos resgate, que nos tire da tempestade e nos leve para um clima de tranquilidade, confiança e esperança. Foi isto que senti em 2010 quando soube do diagnóstico de cancro da mama na minha mãe e a equipe de anjos (de saúde) que nos socorreu foi fantástica. A todos os profissionais de saúde que nos ajudaram ficarei eternamente grata e agradeço a Deus (ao meu) pelo dom que lhes dá por tão bem saberem ajudar os outros em situações de catástrofe física e emocional. A minha mensagem é de esperança e acreditem em algo (Deus, Vida ou outra coisa) porque isso dá força para continuar no nosso caminho.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Em janeiro de 2005 apercebi-me de um inchaço na mama esquerda, consultei o médico (…). Fiz anti-inflamatórios, antibióticos, mas nada, até que...Sandra Santos, 43 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Foi precisamente há 4 anos que foi diagnosticado cancro da mama na minha mãe. Quando soube nem queria acreditar, o meu coração caiu, senti um enorme...Carmen Iglesias, 22 anos, MamaLer mais
  • Ao fim da tarde de 24 de dezembro de 2004, fiquei a saber que tinha cancro da mama. Um “belíssimo” presente de Natal! Fiz mastectomia, quimioterapia...Cláudia, 46 anos, Mama, 2004Ler mais
  • Foi graças a esta Instituição que hoje estou viva. Em 2006 fui chamada para o rastreio e foi-me detetado um nódulo, mas esse foi só tirar e felizmente...Beatiz xavier, 50 anos, Mama, 2007Ler mais
  • Eu tive cancro de mama. Quando soube, foi como se se abrisse um poço sem fundo, mas consegui com a força de amigos e família. Por isso, digo a quem tem...Graciete Santos, 38 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Em dezembro de 2015, uma semana depois do meu filho completar 2 anos, estava longe de imaginar que a minha vida iria dar uma volta de 180°.Andava eu...Manuela Pina, 43 anos, Mama, 2015Ler mais
Apoios & Parcerias