Voltar

Maria de fátima Peixoto

37 anos Mama, 2010, Doente
Neste meu testemunho não é minha intenção descrever os medos, as angústias, os receios ou o desânimo que por vezes teimam em nos perseguir. Tenho por convicção que, não sendo diferente de qualquer ser humano, apraz-me dizer que, perante situações avassaladoras a que assisti, reconheço que encarei o problema com alguma frieza, sem nunca me faltar a coragem para vencer. Durante 1 ano o IPO foi a minha casa, admito que cheguei a criar alguma dependência da instituição. Aliás, foi com algum desânimo e ao mesmo tempo receio que encarei o facto de que passava a ter consultas apenas trimestrais! Das pessoas, de algumas guardo algum carinho e gratidão. O que eu sentia é que era mais uma... Essa sensação dói, dada a nossa fragilidade perante o problema. O meu apreço vai inteiramente para os técnicos, os auxiliares, os enfermeiros, esses que se dedicam de corpo e alma. Têm sempre um gesto de carinho, de simpatia. Para eles o meu obrigada, por tudo o que me deram e pelo que me tentaram dar e que eu recusei!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Corria o ano de 2010. Era um ano de novas esperanças, com o nascimento de uma nova neta. As forças já tinham sido retemperadas com o usufruto de...Marco Santos, 59 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Sete de janeiro de 2010, dez horas e trinta e nove, faz exatamente um ano hoje, em que eu estava numa sala (batizei a minha sala de spa) a fazer a minha...ISABEL CARDINAL, 38 anos, Mama, 2009Ler mais
  • Conheço de perto a realidade do cancro, concretamente do cancro da mama, uma vez em que em casa tenho uma pessoa muito próxima, a minha avó paterna, que...Diogo Campos, 18 anos, Mama, 1992Ler mais
  • Foi há 2 anos que o diagnóstico chegou. Estávamos em outubro de 2009. A minha vida tentava encontrar o equilíbrio perdido devido a um divórcio no ano...Filomena Crespo, 46 anos, Mama, 2009Ler mais
  • Nunca escrevi sobre este assunto em lado nenhum, mas parece-me que o meu testemunho pode dar esperança a outros. No ano 2000, o meu filho, na altura com 2...Maria Ferreira, 50 anos, Mama, 2004Ler mais
  • Caiu uma bomba! Não sei exatamente o dia, sei que era um sábado antes do dia do Pai! Primeiro neguei até conseguir uma confirmação do que vinha no...Joana, 38 anos, Mama, 2015Ler mais
Apoios & Parcerias