Voltar

Maria de fátima Peixoto

37 anos Mama, 2010, Doente
Neste meu testemunho não é minha intenção descrever os medos, as angústias, os receios ou o desânimo que por vezes teimam em nos perseguir. Tenho por convicção que, não sendo diferente de qualquer ser humano, apraz-me dizer que, perante situações avassaladoras a que assisti, reconheço que encarei o problema com alguma frieza, sem nunca me faltar a coragem para vencer. Durante 1 ano o IPO foi a minha casa, admito que cheguei a criar alguma dependência da instituição. Aliás, foi com algum desânimo e ao mesmo tempo receio que encarei o facto de que passava a ter consultas apenas trimestrais! Das pessoas, de algumas guardo algum carinho e gratidão. O que eu sentia é que era mais uma... Essa sensação dói, dada a nossa fragilidade perante o problema. O meu apreço vai inteiramente para os técnicos, os auxiliares, os enfermeiros, esses que se dedicam de corpo e alma. Têm sempre um gesto de carinho, de simpatia. Para eles o meu obrigada, por tudo o que me deram e pelo que me tentaram dar e que eu recusei!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Eu tive cancro de mama. Quando soube, foi como se se abrisse um poço sem fundo, mas consegui com a força de amigos e família. Por isso, digo a quem tem...Graciete Santos, 38 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Faz dois anos (2010) em que foi diagnosticado um cancro no peito da minha esposa, não aceitou o problema que tinha e mentiu. Lembro como se fosse hoje: fui...JOAO, 36 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Olá amigos! Vou começar por dar o meu testemunho, que no fundo terá algo em comum com várias pessoas que, tal como eu, estão a passar ou passaram por...Ana Mateus, 52 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Por mais incrível que pareça, a doença foi-me diagnosticada no mês em que comemoramos a luta contra o cancro da mama... Mas começando pelo início para...Marina, 34 anos, Mama, 2010Ler mais
  • A vida parecia correr às mil maravilhas: pessoa saudável, realizada profissionalmente e com vontade de viver. Até que em agosto de 2009 detetei algo...Maria, 49 anos, Mama, 2009Ler mais
  • Olá, o meu nome é Eduarda. No passado dia 9 de março 2012, foi-me diagnosticado cancro de mama. Após um “longo” tratamento de quimioterapia, longo...Maria Cunha, 37 anos, Mama, 2012Ler mais
Apoios & Parcerias