Voltar

Maria José Teixeira Martins Mendonça

43 anos Mama, 2006, Doente
Boa noite. Tenho cancro de mama desde 2006, tinha apenas 38 anos, tendo feito cirurgia, quimioterapia e radioterapia durante os anos de 2006 e 2007. Devido a esvaziamento axilar também tenho um edema linfático no braço direito. Em 2009, tive uma reincidência na mesma mama e no fígado, tendo-me sido diagnosticado nesta altura em estágio IV. Voltei a fazer quimioterapia durante dois anos, a qual me fez sofrer muito. Atualmente estou apenas a tomar hormonoterapia. A doença é para ficar, há muito tempo que percebi isso. Todavia consigo viver com isso. Estou sempre bem com a vida e com as outras pessoas. Nunca me revoltei, nunca fui negativa. Pelo contrário, sou extremamente bem disposta e transmito segurança e paz para mim e para a minha família (tenho 2 filhos e um marido maravilhosos). Desde que tenho cancro, fiz imensas coisas que não tinha tido tempo ou oportunidade de fazer: fui ao Louvre, fui para a Universidade (estou no último ano de Turismo), abri um Turismo Rural na Serra da Estrela. Quero dizer a todos os que possa inspirar: “é possível viver com cancro!" O mais importante é o querer... Arrumarmos a cabeça e pensarmos na doença apenas o suficiente, para cuidarmos dela.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Pediram-me para dar testemunho da minha caminhada, eu diria da travessia do deserto. Ao longo deste percurso experimentamos todas as transformações, quer...António Tinoco, 56 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Chamo-me Eduardo Marques. 38 anos. Vendedor. Um homem, como outro qualquer. Com uma diferença para muitos outros, que o torna menos igual entre iguais -...Eduardo Marques, 38 anos, Mama, 2013Ler mais
  • Chamo-me Rosa, tenho 49 anos. Em agosto de 2010 foi-me diagnosticado um carcinoma invasivo da mama de grau III. Passei por 6 sessões de quimioterapia com...Rosa pereira, 49 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Sou uma mulher de entre tantas que, de um momento para o outro, sentiram a sua vida virada do avesso ao ser-me diagnosticado um cancro na mama. Tinha 39...Ana Costa, 45 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Em novembro de 2009 foi-me diagnosticado cancro da mama. O meu primeiro pensamento? Pensei que ia morrer... O mundo desabou a meus pés, depois a esperança...Vera Vilar, 30 anos, Mama, 2009Ler mais
  • Em fevereiro de 2011, foi-me diagnosticado cancro da mama. Nunca pela cabeça me passou que iria morrer, não podia, tenho duas filhas e um marido...Ana Rosa, 44 anos, Mama, 2011Ler mais
Apoios & Parcerias