Voltar

Maria Teresa Macedo

53 anos Mama, 2005, Doente
Era uma vez... E como todas as histórias, a minha poderia começar assim, como as tradicionais! Sim, dado que amava de paixão iniciar o dia com “Era uma vez...”, aquando do exercício das minhas funções de educadora de infância. Mas, eis que chega a “conhecida” notícia através da Liga Portuguesa Contra o Cancro e depois seguiram-se todas as etapas relacionadas com o processo de luta contra o cancro. No meu caso, da mama e da tiroide. Fui sujeita a ambas cirurgias na mesma intervenção. Seguiram-se os tratamentos de quimioterapia, radioterapia, braquiterapia e ainda um tratamento durante um ano, “anticorpos” e neste momento o “tal” comprimidinho durante cinco anos. Mas estou fina! Claro que estando controlado o problema, só podemos estar felizes. O ter interrompido a minha vida profissional foi uma das menos boas consequências de todo este caminho, mas de resto aceito o que sou neste momento e aprendo a cada dia que passa... Isto não é um drama! Muita coragem, força e não esqueçam: “O tempo é o nosso maior aliado”. Beijos, Teresa.
Voltar

Outros Testemunhos

  • A minha história será mais uma aqui apresentada. Mas tenho fé e quero acreditar que tudo vai correr bem comigo e com o meu bebé. Estou grávida de 13...Maria Enes, 29 anos, Mama, 2014Ler mais
  • Tinha 30 anos, uma vida inteira pela frente e a certeza de que iria ver a minha filha, que na altura tinha 2 anos, a crescer. Um dia, no duche, senti um...Ana Marques, 32 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Quero falar de vida!Em 2004 foi-me diagnosticado cancro da mama. E pensei - e agora? Depois de algumas lágrimas argumentei comigo: tens um problema- ...madalena Santos, 56 anos, Mama, 2004Ler mais
  • Mal eu sabia o que me ia acontecer faz hoje um ano. Tudo começou no início de fevereiro de 2012, primeiro a descoberta do nódulo, o que me deixou logo...Vera Pedro, 34 anos, Mama, 2012Ler mais
  • Em fevereiro de 2011, foi-me diagnosticado cancro da mama. Nunca pela cabeça me passou que iria morrer, não podia, tenho duas filhas e um marido...Ana Rosa, 44 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Em junho de 1991, depois de uma mamografia, por causa de um pequeno “altinho” na parte inferior da mama esquerda, que teimava em não desaparecer, li no...Gabriela, 57 anos, Mama, 1991Ler mais
Apoios & Parcerias