Voltar

Mónica Baraçal

21 anos Ovário, 1, Doente
Começou na minha primeira consulta de ginecologia, na altura ainda tinha 20 aninhos. O médico de família detetou uma “massinha” no ovário que era necessário averiguar.(…) Entretanto, a “massinha” passou a ser tumor e foi debaixo da torneira, enquanto tomava banho, que deixei todo o meu choque e dor saírem.Na primeira operação, foi retirada uma parte do meu ovário e o resultado foi benigno. A felicidade não podia ser maior. Voltei a viver o sonho, podia ter filhos, podia ver a barriga crescer mas nada estava acabado.O benigno tornou-se borderline. Nem benigno nem maligno. Fui encaminhada para o Instituto Português de Oncologia, onde volto a ser bem tratada e agradeço tudo o que fizeram por mim. Tornaram-me mais forte e não me consigo esquecer de ninguém, nomeadamente das companheiras de quarto que foram muito importantes para ultrapassar toda esta transformação inesperada que tinha guardada para mim.A médica no Instituto Português de Oncologia trata de me dizer que é maligno. Num momento tinha recuperado o sonho, no outro, tinha perdido tudo, como tudo é frágil. Dei por garantido algo que tinha nascido comigo, que tinha direito, um sonho, e vê-lo ser arrancado de mim foi indescritível.Quis guardar óvulos mas não pude porque era perigoso para mim. Nesta altura já precisava mais a minha família de apoio do que eu. Tinha de ser forte e mostrar-lhes que estava bem.Acabei por retirar o resto do ovário e a trompa de Falópio. O outro ovário e o útero mantêm-se saudáveis. Agradeço todos os dias por isso! E valorizo ainda mais o que significa ser mãe.Por agora quero ajudar os outros como eu, quero se inspirem pois é difícil mas somos mais fortes do que pensamos! Acreditem em vocês! Existe algo dentro de nós que desperta e somos todos guerreiros! Eu faço apenas um ano de vitória mas todos os dias são vitórias!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Foi detetado há um ano carcinomatose peritoneal à minha mãe, o cancro primário era no ovário e depois passou para o peritoneu, ficando com uma barriga...sérgio souto, 29 anos, Ovário, 2011Ler mais
  • Recordo como se tivesse sido ontem, cada lágrima derramada, cada sorriso forçado, cada dor sentida.Vivi o maior pesadelo, senti-me perdida e...Carolina Silva, 18 anos, Ovário, 2015Ler mais
  • A vergonha e o medo mataram a minha avó. Durante vários meses, ela padeceu de um mal-estar diferente do que seria de esperar, considerando-se os problemas...Cátia Silva, 34 anos, Ovário, 2011Ler mais
  • Boa tarde! Venho mais uma vez dar o meu testemunho e dizer a todos os doentes oncológicos para nunca desistirem de viver. Lutei muito com a minha mulher,...Paulo Pinto, 43 anos, Ovário, 2011Ler mais
  • Ola, o meu nome é Andrea e no início do ano de 2008 a minha barriga começou a crescer... Achei muito estranho porque fazia uma alimentação saudável e...Andrea Rocha, 28 anos, Ovário, 2009Ler mais
  • Em 1999 foi-me diagnosticado um tumor de origem embrionária, bastante raro e pouco visto em Portugal, pelo menos, até àquele momento. Atualmente e após...Ana Silva, 33 anos, Ovário, 1999Ler mais
Apoios & Parcerias