Voltar

Nuno Paisana

38 anos Linfoma Não Hodgkin, 2003, Doente
Venho aqui deixar o meu testemunho enquanto doente: a nossa primeira reação quando recebemos a notícia é de incredulidade. Só pensamos que não nos pode estar a acontecer, que isto é daquelas coisas que só acontece aos outros (isto é o nosso lado egoísta a pensar). Mas depois de cair na realidade, só pensei que tinha de vencer esta batalha e entreguei-me de corpo e alma aos cuidados da fabulosa equipa do IPO - a quem quero mais uma vez agradecer todos os cuidados que me prestaram e continuam a prestar, desde a equipa médica, ao corpo de enfermagem, à parte administrativa, aos auxiliares e deixar também um grande bem-haja aos voluntários. Comecei a minha luta em 2003 com sessões de quimioterapia, passando pela radioterapia e acabando com um auto transplante. Hoje, passados 7 anos do transplante, encontro-me muito bem, tendo como passatempo a participação em provas de atletismo, estando inscrito na meia maratona de Lisboa. Quero dizer a todos, doentes e familiares que é possível vencer esta doença, não é fácil mas é possível.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Sou a Ana Margarida Dinis, tenho 37 anos, 2 filhos e uma família fantástica... No meu caso, saber o que era “aquilo que eu tinha” foi um alívio......Ana Dinis, 36 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2012Ler mais
  • Partilho este capítulo da minha vida com todos aqueles, que no desfolhar do livro das suas vidas, lhes foi diagnosticado um cancro. Palavra que nos abala e...Barbara Machado, 25 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2010Ler mais
  • Em novembro de 2006, após sentir há vários dias um enorme cansaço, realizei várias exames e foi-me diagnosticado um linfoma esplénico (não-Hodgkin)....Isabel, 47 anos, Linfoma Não HodgkinLer mais
  • Olá a todos! Soube mais ou menos há cerca de um mês que o meu avô tem cancro. Desde o início desta luta que estou ao lado dele, todos os dias. O meu...Margarida Mendes, 17 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2015Ler mais
  • Tinha 14 anos quando me foi diagnosticado o cancro. Fui sempre feliz durante esse tempo. Cortei o cabelo e arranjei imediatamente uma alcunha a mim mesma -...Marine Antunes, 22 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2004Ler mais
  • O cancro pode derrubar sonhos e impossibilitar projetos. Mas também pode ajudar a crescer e a ver a vida de uma perspectiva totalmente diferente.Tudo...Susana Lino, 42 anos, Linfoma Não Hodgkin, 2004Ler mais
Apoios & Parcerias