Voltar

Rosa pereira

49 anos Mama, 2010, Doente
Chamo-me Rosa, tenho 49 anos. Em agosto de 2010 foi-me diagnosticado um carcinoma invasivo da mama de grau III. Passei por 6 sessões de quimioterapia com todos os efeitos secundários que esse tratamento provoca, vou também fazer mastectomia total da mama direita, mas o mais importante é que fique curada porque a parte estética tem solução como todos sabemos. Com o grande apoio da minha família e amigos tenho conseguido ultrapassar de forma muito positiva esta situação que não é, de forma alguma, fácil para ninguém. Aconselho a todas as pessoas que sejam positivas. Não liguem aos pormenores sem importância, tipo queda de cabelo, etc. Foquem-se apenas nas coisas importantes como seja o amor da família e dos amigos, o apoio da equipa médica e de enfermagem que nos acompanha e pensem que é uma situação passageira que tem solução quando detetada a tempo, e, principalmente, apreciem o que a vida tem de bom em especial a família e os amigos.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Em julho de 2006, tinha eu 20 anos, o meu mundo tremeu. No dia em que a minha mãe fez uma mamografia, soube-se que tinha cancro da mama. Entretanto, em...Diana Damião, 27 anos, Mama, 2006Ler mais
  • Foi-me diagnosticado um tumor maligno em 2007 fui operada e foi-me tirado o peito. É uma luta grande que se tem que enfrentar, não há volta a dar vamos...Debora Krippahl, 51 anos, Mama, 2007Ler mais
  • Com 48 anos, robusta e saudável, fui fazer a mamografia e ecografia de rotina. A demora do médico a observar e a comparar as radiografias, o pedido à...Maria Oliveira, 52 anos, Mama, 2008Ler mais
  • Decorridos oito anos, ainda consigo trazer para o papel um percurso duro na sua essência mas repleto de força, a força que nos chega das gargalhadas que...Fátima Bernardo, 47 anos, Mama, 2007Ler mais
  • Há 7 anos, ao fazer a depilação nas axilas, detetei que algo não estava bem, embora não conseguisse fazer a palpação do nódulo. Fui no mesmo dia ao...Isabel Coelho, 56 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Foi há 2 anos que o diagnóstico chegou. Estávamos em outubro de 2009. A minha vida tentava encontrar o equilíbrio perdido devido a um divórcio no ano...Filomena Crespo, 46 anos, Mama, 2009Ler mais
Apoios & Parcerias