Voltar

Sandra Agrela Fernandes dos Santos

42 anos Mama, 2005, Doente
Em 2005 foi-me diagnosticado um cancro de mama, o que mais me custou foi o fato de ter duas filhas: uma de seis e a mais nova ainda não tinha dois anos. Hoje acredito que foi a força delas que me deu vontade de lutar contra esta doença. Não é fácil e o que eu aconselho é nunca nos darmos por vencidos. (…) O facto de ajudar muitas mulheres a ultrapassar esta fase menos boa da vida, ao lerem o meu testemunho, de certa forma encontrarei paz no meu coração para justificar tanto sofrimento pelo que passei! Muita força a todas as pessoas! E as coisas não acontecem por acaso, tudo tem justificação de ser!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Olá, o meu nome é Eduarda. No passado dia 9 de março 2012, foi-me diagnosticado cancro de mama. Após um “longo” tratamento de quimioterapia, longo...Maria Cunha, 37 anos, Mama, 2012Ler mais
  • Quero falar de vida!Em 2004 foi-me diagnosticado cancro da mama. E pensei - e agora? Depois de algumas lágrimas argumentei comigo: tens um problema- ...madalena Santos, 56 anos, Mama, 2004Ler mais
  • Chamo-me Eduardo Marques. 38 anos. Vendedor. Um homem, como outro qualquer. Com uma diferença para muitos outros, que o torna menos igual entre iguais -...Eduardo Marques, 38 anos, Mama, 2013Ler mais
  • Tudo começou em dezembro de 2008, quando detetei, por acaso, um nódulo no peito. Na altura fiquei em pânico, marquei de imediato uma consulta e o médico...Rita, 29 anos, Mama, 2009Ler mais
  • Quando estamos perante o diagnóstico de cancro, em nós ou nos nossos entes queridos, tudo à nossa volta parece desmoronar-se e subitamente sentimo-nos...Maria, 55 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Corria o mês de Julho, quando a minha mãe foi solicitada para realizar o rastreio do cancro da mama. Ao princípio recusou, na verdade, nunca gostou de...Joana Rocha, 18 anos, Mama, 2012Ler mais
Apoios & Parcerias