Porque quem precisa, precisa de nós!

Contribua com o seu donativo
Voltar

Sandra Agrela Fernandes dos Santos

45 anos Mama, 2005, Doente
Com apenas 36 anos de idade e com 2 filhas pequenas (uma com 6 anos e outra com quase 2) foi-me diagnosticado um cancro da mama. A minha maior dor foi pensar que iria morrer e deixar no mundo duas crianças de tão tenra idade sem mãe... Lutei muito para que isso não acontecesse... Realizei 12 sessões de quimioterapia, 3 cirurgias e 28 sessões de radioterapia. Lutei muito, encontrei forças onde nem hoje sei aonde para lutar contra enjoos, dores e sequelas de tanto sofrimento. Valeu a pena para ver as minhas filhas crescer, para acompanhar todas as etapas das vidas delas. (…) Muita força! Tudo é possível, basta acreditar e arregaçar as mangas!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Olá! Sei que não estou só, sou uma de muitas... é espantosa a solidariedade entre as mulheres com cancro de mama! Quero aqui dizer que enfrentei o meu...Maria, 45 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Pediram-me para dar testemunho da minha caminhada, eu diria da travessia do deserto. Ao longo deste percurso experimentamos todas as transformações, quer...António Tinoco, 56 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Por mais incrível que pareça, a doença foi-me diagnosticada no mês em que comemoramos a luta contra o cancro da mama... Mas começando pelo início para...Marina, 34 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Tinha 30 anos, uma vida inteira pela frente e a certeza de que iria ver a minha filha, que na altura tinha 2 anos, a crescer. Um dia, no duche, senti um...Ana Marques, 32 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Após uma consulta de rotina de ginecologia, e consequente mamografia, foi-me diagnosticado carcinoma da mama no dia 27 de julho de 2012. Esse dia foi, sem...Cristina Caeiro, 41 anos, Mama, 2012Ler mais
  • “Há coisas que se podem escrever quando já não dói ...”Não há datas mágicas, mas já lá vão cinco anos.No dia 18 de janeiro de 2006, ouvi a...Graça Luzia, 49 anos, Mama, 2005Ler mais
Apoios & Parcerias