Voltar

Sandra Agrela Fernandes dos Santos

45 anos Mama, 2005, Doente
Com apenas 36 anos de idade e com 2 filhas pequenas (uma com 6 anos e outra com quase 2) foi-me diagnosticado um cancro da mama. A minha maior dor foi pensar que iria morrer e deixar no mundo duas crianças de tão tenra idade sem mãe... Lutei muito para que isso não acontecesse... Realizei 12 sessões de quimioterapia, 3 cirurgias e 28 sessões de radioterapia. Lutei muito, encontrei forças onde nem hoje sei aonde para lutar contra enjoos, dores e sequelas de tanto sofrimento. Valeu a pena para ver as minhas filhas crescer, para acompanhar todas as etapas das vidas delas. (…) Muita força! Tudo é possível, basta acreditar e arregaçar as mangas!
Voltar

Outros Testemunhos

  • Em fevereiro de 2011, foi-me diagnosticado cancro da mama. Nunca pela cabeça me passou que iria morrer, não podia, tenho duas filhas e um marido...Ana Rosa, 44 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Tenho cancro da mama, diagnosticado há cerca de um ano. Acho muito importante a partilha de experiências, pois muitas das vezes aqueles que nunca viveram...Isa, 46 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Olá, o meu nome é Eduarda. No passado dia 9 de março 2012, foi-me diagnosticado cancro de mama. Após um “longo” tratamento de quimioterapia, longo...Maria Cunha, 37 anos, Mama, 2012Ler mais
  • Em junho de 1991, depois de uma mamografia, por causa de um pequeno “altinho” na parte inferior da mama esquerda, que teimava em não desaparecer, li no...Gabriela, 57 anos, Mama, 1991Ler mais
  • Olá a todos! Resolvi também colaborar com o meu diagonóstico, visto que aprendemos uns com os outros. Foi-me diagonosticado um tumor na mama esquerda em...Vitória Soares, 52 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Poupo-vos os detalhes, o susto, o sofrimento, enfim tudo aquilo por que passam todos os que são confrontados com um qualquer tipo de cancro. A minha...anónimo, 55 anos, Mama, 2009Ler mais
Apoios & Parcerias