Voltar

Sandra Jorge

34 anos Mama, 1995, Familiar
E um dia tudo muda... Estudava para um teste de psicologia quando a minha mãe entrou em casa de olhos baixos, era qualquer coisa, não sabia bem, vieram as ecos e a biopsia e veio um postal feio que indicava cancro e mastectomia... A minha mãe, a minha grande mãe, foi operada e como foi detetado muito precocemente não foram precisos tratamentos mais violentos!A minha mãe, essa grande mulher, graças à sua atenção, do seu médico de família e da médica que fez os exames, está viva, viu os filhos acabarem os cursos, conhecerem os maridos e mulher, viu o neto nascer e ajuda-o a crescer todos os dias! Nós, como familiares, somos uma família mais rica, tão mais rica, porque aprendemos muito com ela, com a sua força e determinação e aprendemos muito com esse malvado que é o cancro que pode até levar as pessoas, mais deixa as memórias, a garra e o amor à vida.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Olá a todos! No final de 2010, durante um auto-exame da mama detetei um alto bastante volumoso no meu peito direito. A primeira coisa que fiz em janeiro...Raquel Vieira, 31 anos, MamaLer mais
  • Tinha 42 anos, um marido maravilhoso, dois filhos lindos de 17 e 12 anos, família e amigos e nada me fazia desconfiar do que estava para vir. Fui fazer...Maria Soares, 43 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Como tenho antecedentes familiares com cancro da mama, comecei a fazer exames de rotina aos 35 anos.E foi aos 40 anos, após um desses exames de rotina,...Felícia Ferreira, 55 anos, Mama, 1998Ler mais
  • Olá a todos! Não é fácil para mim ainda hoje falar nesta maldita doença. Mas tenho a dizer que a medicina e os Hospitais...Anónimo, 46 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Após uma Mamografia de Rastreio do Cancro da Mama, a minha mãe recebeu uma carta para se apresentar lá novamente porque haviam algumas...Alexandra Costa, 25 anos, Mama, 2017Ler mais
  • Foi-me diagnosticado um tumor maligno em 2007 fui operada e foi-me tirado o peito. É uma luta grande que se tem que enfrentar, não há volta a dar vamos...Debora Krippahl, 51 anos, Mama, 2007Ler mais
Apoios & Parcerias