Voltar

Sandra Jorge

34 anos Mama, 1995, Familiar
E um dia tudo muda... Estudava para um teste de psicologia quando a minha mãe entrou em casa de olhos baixos, era qualquer coisa, não sabia bem, vieram as ecos e a biopsia e veio um postal feio que indicava cancro e mastectomia... A minha mãe, a minha grande mãe, foi operada e como foi detetado muito precocemente não foram precisos tratamentos mais violentos!A minha mãe, essa grande mulher, graças à sua atenção, do seu médico de família e da médica que fez os exames, está viva, viu os filhos acabarem os cursos, conhecerem os maridos e mulher, viu o neto nascer e ajuda-o a crescer todos os dias! Nós, como familiares, somos uma família mais rica, tão mais rica, porque aprendemos muito com ela, com a sua força e determinação e aprendemos muito com esse malvado que é o cancro que pode até levar as pessoas, mais deixa as memórias, a garra e o amor à vida.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Foi precisamente há 4 anos que foi diagnosticado cancro da mama na minha mãe. Quando soube nem queria acreditar, o meu coração caiu, senti um enorme...Carmen Iglesias, 22 anos, MamaLer mais
  • Foi-me diagnosticado cancro em setembro de 2012. Os meus filhos tinham 1 e 2 anos. Tinha acabado de amamentar o meu filho mais novo. Sentia que tinha algo...Paula, 38 anos, Mama, 2012Ler mais
  • Em fevereiro de 2011, foi-me diagnosticado cancro da mama. Nunca pela cabeça me passou que iria morrer, não podia, tenho duas filhas e um marido...Ana Rosa, 44 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Após uma consulta de rotina de ginecologia, e consequente mamografia, foi-me diagnosticado carcinoma da mama no dia 27 de julho de 2012. Esse dia foi, sem...Cristina Caeiro, 41 anos, Mama, 2012Ler mais
  • Bom dia. Venho dar coragem a todos os doentes que estão a passar por esta doença sem aviso porque, felizmente, tenho uma tia que teve cancro da mama em...Anonimo, 42 anos, Mama, 2007Ler mais
  • Tenho 38 anos acabados de fazer e fiz há menos de um mês mastectomia radical. Vou fazer quimioterapia. Tenho medo! Sinto revolta! Não...Raquel Almeida, 38 anos, Mama, 2016Ler mais
Apoios & Parcerias