Voltar

Sandra Jorge

34 anos Mama, 1995, Familiar
E um dia tudo muda... Estudava para um teste de psicologia quando a minha mãe entrou em casa de olhos baixos, era qualquer coisa, não sabia bem, vieram as ecos e a biopsia e veio um postal feio que indicava cancro e mastectomia... A minha mãe, a minha grande mãe, foi operada e como foi detetado muito precocemente não foram precisos tratamentos mais violentos!A minha mãe, essa grande mulher, graças à sua atenção, do seu médico de família e da médica que fez os exames, está viva, viu os filhos acabarem os cursos, conhecerem os maridos e mulher, viu o neto nascer e ajuda-o a crescer todos os dias! Nós, como familiares, somos uma família mais rica, tão mais rica, porque aprendemos muito com ela, com a sua força e determinação e aprendemos muito com esse malvado que é o cancro que pode até levar as pessoas, mais deixa as memórias, a garra e o amor à vida.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Decorridos oito anos, ainda consigo trazer para o papel um percurso duro na sua essência mas repleto de força, a força que nos chega das gargalhadas que...Fátima Bernardo, 47 anos, Mama, 2007Ler mais
  • Em outubro de 2011, o meu mundo foi abalado com a palavra que mais temia desde criança: cancro na mama. A minha madrinha e a minha mãe faleceram há mais...Sónia Pereira, 35 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Conheço de perto a realidade do cancro, concretamente do cancro da mama, uma vez em que em casa tenho uma pessoa muito próxima, a minha avó paterna, que...Diogo Campos, 18 anos, Mama, 1992Ler mais
  • Descobri dia 13 de março de 2019 que tinha um carcinoma invasivo (…). Fiquei e ainda estou de rastos. (…) mas penso que é uma...Carolina, 29 anos, Mama, 2019Ler mais
  • Quero falar de vida!Em 2004 foi-me diagnosticado cancro da mama. E pensei - e agora? Depois de algumas lágrimas argumentei comigo: tens um problema- ...madalena Santos, 56 anos, Mama, 2004Ler mais
  • Sou uma mulher de entre tantas que, de um momento para o outro, sentiram a sua vida virada do avesso ao ser-me diagnosticado um cancro na mama. Tinha 39...Ana Costa, 45 anos, Mama, 2005Ler mais
Apoios & Parcerias