Voltar

Sara Raquel

23 anos Colo-Rectal (Intestino), 2007, Familiar
Foi algures em meados de junho ou julho que descobrimos. Lembro-me que íamos preparar as coisas para a mudança de habitação na semana seguinte, quando aconteceu o inesperado: a urina do meu pai apresentava-se cor de sangue. A semana seguinte pareceu durar anos, décadas. Operaram-no, apenas o abriram e fecharam, não podiam ter feito nada mais do que isso.Decidimos pedir ajuda a um médico conhecido para encaminhar o caso do meu pai para o IPO, já que achávamos que iria ser melhor cuidado. Nesse hospital, deram-lhe um mês de vida, com sorte.Após esse prognóstico, o meu pai ainda viveu vários internamentos, análises, consultas médicas, momentos e memórias que ficaram.O meu pai, graças à competência do IPO e de uma medicina alternativa, conseguiu viver até 20 de outubro de 2008. Infelizmente, o seu cancro poderia ter sido detetado mais cedo numa colonoscopia, que fez uns meses antes dos primeiros sintomas. Não descurem os exames de prevenção e de rotina, façam-nos em sítios de confiança e confiem na LPCC e no IPO para cuidar dos vossos familiares que infelizmente padeçam de doenças oncológicas. Eles são especializados nesse ramo estão em boas mãos.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Em 2013 foi diagnosticado cancro nos intestinos ao meu pai... Foi tudo tão repentino e apareceu como que do nada. Durante algum tempo nem a palavra...Susana Oliveira, 43 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2013Ler mais
  • É com grande tristeza que eu estou a dar o meu testemunho pois infelizmente perdi a minha mãe em 7 meses, com um tumor no recto. Sinto-me derrotada pois...Almerinda Marta, 36 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2010Ler mais
  • O difícil é começar... O meu pai teve cancro no intestino. Foi operado, tendo ficado durante um ano com um saco (não me recordo do nome que lhe dão)....Sandra Martins, 40 anos, Colo-Rectal (Intestino)Ler mais
  • Em fevereiro de 2010 foi-me diagnosticado um adenocarcinoma da sigmoideia, ou seja, um tumor maligno no intestino, a 12 cm do reto, através de uma...Maria Vivaldo, 45 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2010Ler mais
  • Durante dois anos lutei com o meu querido pai contra a doença que, infelizmente acabou por ser mais forte.Contudo, tenho de enaltecer a força e a...Sofia Nobre, 28 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2010Ler mais
  • Em outubro de 2002, tinha 40 anos e comecei a ter fortes dores abdominais. Fui vista por médicos que suspeitaram de gastrite. Fiz uma ecografia que nada...Teresa André, 50 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2002Ler mais
Apoios & Parcerias