Voltar

Sónia

25 anos Pâncreas, 2010, Familiar
Em janeiro de 2010 foi diagnosticado cancro do pâncreas à minha mãe, com 51 anos. Na altura, ela estava a fazer exames de rotina devido a grande parte dos seus familiares (via materna e paterna) terem tido cancros em vários locais. No entanto, pouco depois de ter feito uma ressonância que dizia que o pâncreas não tinha problemas, ficou com icterícia e foi diagnosticada a doença. Até àquele momento, a notícia da doença marcou o pior dia da minha vida, mas vários vieram depois. A minha mãe foi operada, uma operação de risco, mas que correu bem. Acharam que só precisava de fazer quimioterapia via oral. Mas poucos meses depois as metástases começaram a aparecer (gânglios linfáticos, no fígado, nos pulmões) e passou a quimioterapia injetável. Chegaram à conclusão que não podiam fazer mais nada e deixou de fazer tratamentos em julho de 2011. No dia 17 de janeiro de 2012 fez a minha última festa de anos, fez ela tudo como sempre, cheia de força e alegria. No dia 19 entrou de urgência no hospital com uma embolia pulmonar. No dia 28 de janeiro faleceu com 53 anos. Foram dois anos de uma doença difícil de suportar, em que a única felicidade que tive foi a força da minha mãe que aceitou e lutou com toda a força do mundo. E a felicidade de saber que até aos últimos dias da sua vida foi uma pessoa que nunca esteve dependente dos outros.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Olá a todos, o meu nome é Sónia e o meu pai faleceu com cancro do pâncreas. Desde o diagnóstico até ao dia em que faleceu, decorreram apenas 3 meses....Sónia Dias, 34 anos, Pâncreas, 2014Ler mais
  • O meu pai queixava-se há alguns dias de cansaço. Mas para alguém que trabalhava quase 12 horas por dia, mais não podia do que ser normal. Um dia...Ana Fazenda, 30 anos, Pâncreas, 2010Ler mais
  • No dia 27 de janeiro de 2015, o meu pai deu entrada no hospital com sinais de fraqueza geral, falta de apetite e nível de glicemia elevados. Após a...Nuno, 46 anos, Pâncreas, 2015Ler mais
  • Olá, o meu nome é Isabel Leonor, mas toda a gente me trata por Belinha, e venho falar do meu pai, Santiago Leonor, que foi doente oncológico. É muito...Isabel Leonor, 38 anos, Pâncreas, 2011Ler mais
  • Fez na semana passada 2 meses. Dois meses que passaram desde o último dia em que vi o meu pai, um homem que sempre foi saudável. Foi bom saber que, nesse...Andreia, 24 anos, Pâncreas, 2014Ler mais
  • O meu pai era hipertenso. E, por isso, muito lamechas! Tinha medo de morrer! Quando, no mês de julho do ano passado, começou a queixar-se de uma forte dor...Rute Chamiço, 35 anos, Pâncreas, 2012Ler mais
Apoios & Parcerias